Homem é preso após engolir um peixinho dourado ainda vivo


Cena de peixe sendo engolido foi postada no Facebook (Crédito: Reprodução/ Telegraph)

A crueldade de algumas pessoas para com os animais não tem mesmo limites. Isso ficou claro mais uma vez com o caso de Chris Caswell, britânico que acabou preso depois de engolir um peixinho dourado que havia comprado em um pet shop.

De acordo com o jornal Telegraph o rapaz teria engolido o animal na frente dos clientes que faziam compras no pet shop. A cena foi gravada pelos amigos de Chris, que postaram o vídeo no Facebook.

Após ter visto o vídeo na rede social, a polícia foi avisada sobre o caso, foi até a casa de Chris e o prendeu, sob suspeita de crueldade contra animais. No entanto, após prestar mais de uma hora de esclarecimentos na delegacia, o britânico foi solto.

No último domingo, 26 de setembro, o rapaz declarou ser um amante de animais e estava bêbado quando engoliu o peixinho. A Sociedade Protetora dos Animais do Reino Unido ainda investiga o caso e se for constatado que houve a intenção de causar mal ao bichinho, Chris terá que pagar 20 mil libras ou enfrentar seis meses de prisão.

Com informações da PetMag

Nota da Redação: A violência humana se manifesta em vários momentos desse episódio: antes, durante e além dele. Primeiramente, o que faz um peixe confinado em um aquário ou em um saco plástico minúsculo, longe de seu habitat, à venda em um pet shop? Cruel e absurdo. Comer o peixe ainda vivo é um ato criminoso e covarde. Mas igualmente violento é o que fazem diariamente milhares de pessoas, que ingerem também animais criados e mortos para o consumo humano. São violências idênticas, que partem do mesmíssimo caráter perverso. Quem se alimenta do sofrimento de animais explorados para o consumo faz parte dessa cadeia primitiva e retrógrada de dor, injustiça e tortura contra seres inocentes submetidos à força humana.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>