Investigação da PETA expõe crueldade contra animais pela indústria farmacêutica


Por Giovanna Chinellato  (da Redação)

Uma empresa que trabalha em parceria com a Eli Lilly (indústria farmacêutica), fazendo testes em animais, está sendo acusada pela forma extremamente cruel como os funcionários tratam os animais. Um promotor está revendo a investigação infiltrada da PETA (feita em vídeo) para averiguar se algum dos empregados deve ser acusado pela justiça.

Na foto, um coelho tem o corpo perfurado para os experimentos (Foto: Peta Files)

O vídeo pode ser visto aqui, por meio de download (Atenção: imagens fortes).

De acordo com reportagem da Fox News, a PETA publicou a filmagem na quarta-feira (8) de manhã. Logo em seguida, a Eli Lilly foi chamada para comentar- e ainda não fez nenhuma declaração.

A PETA alega que um investigador esteve trabalhando na sede da Carolina do Norte desde dezembro. Ele usava câmeras escondidas. Um dos vídeos gravados mostra uma mulher pegando um cachorro pela nuca e atirando-o na parede.

Em outro vídeo, um empregado bate repetidamente um gato contra a gaiola quando o animal tenta evitar ser pego, prendendo-se à grade com as unhas. Existem imagens de animais sendo chutados e arrastados. E de um profissional do laboratório gritando e xingando os bichos.

A presidente da Profissional Laboratory and Research Services confirmou que os vídeos foram filmados em suas instalações. Ela disse apenas que a companhia vai despedir os funcionários que não respeitarem os “protocolos de tratamento aos animais”.

Nota da Redação: O único protocolo a ser respeitado neste caso é não utilizar animais como cobaias. Tudo já começou errado: uma empresa que usa animais para testes em laboratórios não deveria existir. Violência gera violência, portanto a tendência, enquanto não se corta a raiz do problema, é que os animais sejam cada vez mais desrespeitados em seus direitos. A maldade desses funcionários é um espelho da maldade utilitarista dessa empresa, que usa os animais como objetos de testes. Os animais, como nós, são seres sencientes e sujeitos de direito. Até quando a violência e a covardia contra os seres mais vulneráveis serão praticados impunemente?


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>