Apesar da poluição, SP ainda recebe aves em fuga do frio do hemisfério Norte


Foto: Fábio Schunck

Mesmo com a poluição da água, do ar e do solo, a cidade de São Paulo vai receber ilustres viajantes nesta primavera, no fim do mês: pequenas aves migratórias que fugiram do frio do Alasca e do norte do Canadá, em busca de uma temporada em terras mais quentes.

Segundo Fabio Schunck, especialista em aves que estuda a migração delas para São Paulo há dez anos, os grupos de batuíras e maçaricos já começaram a chegar.

Ele conta todos os meses, desde 2007, os pássaros em áreas remotas da represa de Guarapiranga e no parque Ecológico do Tietê, dois pontos para observação de aves que vêm do frio.

“A matéria orgânica [esgoto], muitas vezes, acaba ajudando, porque aumenta a oferta de alimento para elas”, diz o especialista.

Com informações da Folha Online


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>