Tradição de violência

Touros são obrigados a se enfrentar em rinhas, no Japão

Por Raquel Soldera (da Redação)

Enquanto as touradas vão perdendo espaço na Espanha, a rinha de touros vai ganhando popularidade no Japão, na contramão da evolução dos direitos animais.

Os touros são obrigados a se enfrentarem em um ringue, enquanto uma espécie de árbitro, chamado “Seko”, acompanha a luta.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Rinha de touros (Foto: Reuters)

De acordo com informações divulgadas no site espanhol Reuters, as lutas no Japão têm um significado “quase religioso”, conforme relata o professor da Universidade de Tokyo, Yutaka Suga, pesquisador da tradição desportiva.

A maior parte dos responsáveis pelos touros compõe-se de agricultores, que, além de explorar os animais nas rinhas, os obrigam a transportar suprimentos e a “ajudar” nas atividades agrícolas.

O maior desafio dos sádicos fãs de “Tsuno-tsuki” é manter o interesse da população nesta atividade que chamam de “esporte” e que alcançou o título de importante propriedade cultural pelo governo japonês, em 1978. Isso porque é cada vez mais crescente a conscientização das pessoas em relação aos maus-tratos, exploração e crueldade a que os animais são submetidos diariamente, em diversas atividades, criadas e promovidas por seres humanos.

Espera-se que o povo japonês tome como exemplo a recente abolição das touradas na Catalunha e promova a abolição das lutas de touros, contribuindo para que os animais parem de ser explorados em atividades absurdas, que não podem continuar sendo consideradas culturais, visto que são completamente ultrapassadas, responsáveis pela tortura e sofrimento de animais.

3 COMENTÁRIOS

  1. O Japão está SEMPRE na contra-mão dos direitos animais. Até mesmo animaizinhos de estimação são descartados como lixo depois que crescem e “perdem a graça”, sendo substituídos por outros “mais novinhos e sem uso”. Sim, eles não costumam adotar animais porque não gostam de animais “de segunda mão”. Pelo que posso observar, predomina na cultura japonesa a objetificação não apenas da vida animal, mas também da humana. A vida não parece ter valor, mas sim outros conceitos arcaicos como aquilo que chamam de “honra”. Já tive muito respeito pela cultura japonesa, mas hoje entendo que por trás do fino véu de uma tradição milenar esconde-se, na verdade, um povo moralmente atrasado (logicamente existem exceções!).

  2. Fala sério!
    Comem carne a 100 anos e nunca tiveram um gado decente.
    Agora eles querem imitar os ocidentais em TODAS as merdas que os ocidentais fazem.
    Se entopem de churrasco tosco, de macdonalds com molho shoyu e agora até fazem pseudo tourada.
    Tenho pena! Nem sabem o que é um boi direito.
    Fora que eles detonam com a vida marinha e usam de todo tipo de artificio pra continuar matando baleias.

    Lixo…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui