Animais de estimação

Crises de bronquite em cães são comuns no inverno

Crises de bronquite são comuns nesta época do ano não só em humanos como também em animais de estimação. Segundo a médica veterinária Lara Edna Santana, cães de todas as raças podem ter a doença, mas os filhotes e os idosos têm maior pré-disposição.

Segundo a veterinária, os sintomas da bronquite em animais de estimação são os mesmos apresentados em humanos. “O cão apresenta dificuldade para respirar e tosse”, disse. Há dois anos, o poodle Nick, 6 anos, teve sua primeira crise. Sua tutora, a advogada Marcela Amaral, afirma que eles estavam em uma chácara e o Nick passou boa parte da noite brincando no sereno.

“Quando acordei, percebi que ele puxava o ar, estava com a língua roxa e o peito chiava como se fosse de gente. Corri com ele para o veterinário, que diagnosticou a bronquite”, disse. Quando está em crise, Nick precisa fazer nebulização três vezes ao dia com medicamentos para combater a doença.

“Tomamos alguns cuidados para que ele não entre em crise. O Nick não fica na friagem, o pessoal do pet shop que ele frequenta já sabe que o banho e a escovação do pelo precisam ser rápidos e tanto a cama quanto o cobertor dele são lavados toda semana para não acumular poeira”, disse Marcela Amaral.

Quando chega crianças à casa da advogada, o cão é trancado para evitar que fique estressado. “As crianças gostam de brincar e ele não aguenta. Ele é o xodó da casa. Todos da família fazem o que for preciso para garantir a qualidade de vida dele”, afirmou.

Bronquite alérgica é mais difícil de ser tratada A veterinária Lara Edna Santana afirma que a bronquite é uma doença comum nos períodos de seca. “Quando a umidade relativa do ar é muito baixa, temos diferenças de temperaturas muito grandes, muito calor durante o dia e frio a noite. O choque de temperatura deixa os brônquios do pulmão mais suscetíveis à inflamações”, disse.

De acordo com a veterinária, se a doença for de origem viral, pode ser prevenida com vacina contra a traqueobronquite. “Já a bronquite de origem alérgica é mais complicada de prevenir porque ainda não dispomos de testes alérgicos eficientes. Dificilmente conseguimos detectar a causa da alergia”, disse.

A veterinária afirma que para evitar crises o animal deve dormir em um local aquecido, não deve ficar em locais úmidos e com mofos e deve viver em um ambiente limpo e arejado. A atividade física na água também é indicada, quando o cão não está em crise.

“Qualquer sintoma de falta de ar ou tosse o tutor deve procurar um veterinário. O tratamento é feito com antibióticos e antiinflamtórios”, afirmou Lara Santana.

Outras doenças comuns em cães nesta época do ano:

• Rinite

• Conjuntivite

• Cinomose

• Gripe Canina

Fonte: Correio de Uberlândia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui