Sem leis de proteção

Ativistas lançam campanha contra a matança de gatos para o consumo humano, na China

Por Giovanna Chinellato  (da Redação)

Em conjunto com organizações de proteção animal de Pequim, Xangai e Guangzhou, a Green Beagle (grupo pelo bem-estar animal na China) sediou um evento revelando a obscuridade do comércio de carne de gatos, e discutiu a possibilidade de banir seu consumo com base em leis existentes, conforme matéria do site Nature Watch.

Todo dia antes do amanhecer em Huntong, perto do restaurante Jiangsu em Xangai, motocicletas começam a encher as ruas, normalmente com bolsas lotadas em suas garupas. Apenas os protetores de animais que frequentam o lugar sabem reconhecer que as bolsas contêm gatos vivos na rota para a morte, e para os pratos de restaurantes.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Gatos vivem momentos de pavor antes de serem mortos para o consumo (Foto: Yangzi Evening News)

Quando vendidas a restaurantes, as bolsas são jogadas no chão sem nenhuma preocupação com o bem-estar dos gatos. Negócio fechado, as bolsas são abertas para expor gaiolas cobertas de sangue lotadas de gatos apavorados. As gaiolas são colocadas em caminhões e transportadas para a província de Guangdong.

Esse comércio tem sido assim há vinte anos. Gatos abandonados ou de família são pegos das grandes cidades chinesas, assim como Xangai, Nanjing, Tianjin e Wuhan. Eles são distribuídos a restaurantes para serem vendidos como comida, predominantemente em Guangzhou, em que a carne de gato é mais popular e a demanda é alta.

Entretanto, Guangzou não é o único distrito a vender carne felina. Num grande mercado de fazendeiros em Xangai, carne de gato é vendida como sendo de coelho, ou cordeiro para os kebabs. Se a churrascaria ou barraca de espetinhos misturar carne de gato com urina de ovelha, pimenta e especiarias, o gosto fica totalmente diferente. Rumores dizem que até grandes marcas de salchicha contêm carne felina.

A tragédia é não existirem leis de proteção a animais na China para zelar por esses bichanos, então os protetores de gatos precisam contar com a ilegalidade para ajudar esses animais. Os comerciantes de gato não se dão bem apenas maltratando-os, se um gato roubado é resgatado e devolvido à família, os comerciantes não podem ser julgados pela lei se o gato não tiver registro oficial, o que é bem raro.

Felizmente, os resgatadores de gatos de Suzhou e Xangai são capazes de tirar vantagem disso, e lançaram uma grande campanha, cobrindo as áreas de Xangai, Suzhiu e Wuxi. Sem uma lei de proteção animal, e com o impasse de não poder julgar comerciantes de gatos, eles estão processando pela falsificação de “documento oficial ou certificado”, e a sentença é de três a dez anos de prisão.

11 COMENTÁRIOS

  1. Que Deus abençoe os ativistas dessa região de pessoas com metalidade completamente retrógada e cruel.
    Tradição não tem que ser o equivalente a crueldade e isso tem que parar.
    Ver esses gatos gordos e lindos,alguns dormindo,na maior inocência é de deixar o coração em pedaços.Eu não pertenço a esse mundo! NUNCA VOU ACHAR ISSO NORMAL,TRADIÇÃO CULINÁRIA OU CULTURAL.

  2. Isso é um absurdo,alguns chineses Daqui algum tempo estaram comendo até carne humana,Já não basta matarem baleias, cachorro a agora gatos.Querem ser tão saldáveis e estão comendo seus bichos de estimação!!!!!!

  3. … afinal, o que tem de especial nos gatos? Assim, eu cuido de uma, acho que ela fofinha, divertida, independente, entre outras virtudes, mas o que torna um gato tão especial ao ponto de ter protetores especializados para eles?

  4. nao sei ate quando essa imbecialidade,vai durar essa matança desenfreada contra os animais indefesos.agora respondo a senhorita samory.p.santos o que os gatos tem de especial.enfie seu na panela e sirva.

  5. Olha.. bom seria se essa raça!! resolvesse matar uns aos outros pra comer.. afinal de contas o planeta está mega populoso e com certeza 50 % da culpa vem desse país infeliz!!! É uma lástima ter q ler q seres humanos são capazes ainda nos tempos de hoje matar animais q não foram criados por deus pra isso…

  6. E triste ver que existem pessoas como essa samory, sem nenhuma sensibilidade. Gatos não são apenas “fofinhos”. São criaturas que têm o direito à vida e à liberdade, como qualquer outro animal do planeta, seja ele humano ou não humano.
    Quanto à china, não é o único país superpopuloso, a índia tembém está na mesma situação caótica, pondo em risco a vida selvagem.

  7. olha quando leio sobre essas barbaries me da uma revolta tao grande.fico indgnada como estas pessoas podem fazer isso com animais tao doceis e carinhosos.este tipo de atitude tem k acabar urgentemente.eles sao seres vivos merecem viver eles nao vieram ao mundo para serem degustado;simplesmente vieram para trazer felicidade a nos que amamos animais;;;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui