Vítimas da exploração

Animais são confinados e submetidos a condições de maus-tratos em zoos, circos e parques na China

Por Fernanda Franco   (da Redação)

Espancamentos, chicotadas e agressões com ganchos de metal fazem parte do triste cotidiano de animais que vivem confinados em circos, zoológicos e parques em toda a China.

Imagem: Animals Asia

A ONG The Animals Asia Foundation publicou recentemente um relatório de 28 páginas mostrando as condições a que são submetidos esses animais. De acordo com matéria publicada no site do Digital Journal, o relatório foi feito durante um ano inteiro coletando informações. Os maus-tratos são praticados para estimular comportamentos que não são naturais nos animais, tais como: ursos andando de motocicletas, tigres sem dentes montando no dorso de cavalos, leões saltando por arcos em chamas, entre outras “tarefas” impostas pelos exploradores.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Forçar os animais a representarem performances os expõe de uma forma humilhante, que não gera empatia ou respeito. Não se educa mostrando animais em condições diferentes do que lhes é natural”, declara David Neale, diretor de bem-estar animal da fundação, ao jornal The Telegraph. “Ensinar animais a fazer truques não colabora em nada para educar o público ou promover o respeito pelos animais”, continua Neale.

Foto: Animals Asia

Segundo o relatório, todos os números ou truques observados são produzidos por meio do medo e da intimidação.

Neale disse ainda que muitos animais são mantidos em condições de sujeira nos bastidores. Seus abrigos são escuros e muitos não têm acesso à água.

“Toda a tortura e maus-tratos por trás das performances, além dos métodos abusivos de adestramento e das péssimas condições em que são mantidos, estão causando graves sofrimentos a milhares de animais ao longo da China”, constatou o relatório, de acordo com um artigo da Associated Press.

A State Forestry Administration (SFA) iniciou uma campanha para proibir o abuso de animais usados em apresentações. O último relatório deve intensificar os apelos para que o país dê passos importantes no cumprimento das leis que garantem os direitos animais. Uma proposta já foi oficialmente encaminhada.

Nota da Redação: Zoos, enquanto centros de confinamento de animais em ambientes artificiais, não deveriam existir. Assim como nenhuma forma de tortura ou maus-tratos pode ser justificada. Circo legal é circo sem animal. Os animais devem viver livres em seus habitats, sem a interferência humana e seus interesses sórdidos forçando-os a viver em condições alheias à sua natureza. Que a compreensão dos direitos animais não se limite ao bem-estar ainda dentro de um contexto exploratório; justo é algo feito por completo: não se devolve a um animal a liberdade que lhe pertence aumentando o tamanho da sua jaula.

5 COMENTÁRIOS

  1. É por isso que nós temos o DEVER de divulgar toda essa tortura sempre! As pessoas mais ‘desavisadas’ precisam estar conscientes para que algo possa mudar.

  2. tem pessoas que deveriao ser banidas da face da terra, esses idiotas que submetem os animais a essas humilhaçoes, e os cretinos que vao assistir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui