Estudo mostra que macacos consolam uns aos outros após conflitos


Um estudo da Universidade de Florença, mostrou que macacos que se envolvem em brigas buscam consolo com outros de sua espécie após o conflito.

Os pesquisadores avaliaram dois grupos da espécie Macaca tonkeana e viram que os animais tinham mais chances de procurar consolo e carinho entre os membros de seu grupo após lutarem, morderem e perseguirem outro macaco do que em situações normais.

Os macacos de um dos grupos estudado buscavam o apoio de seus pares três vezes mais quando brigavam do que no resto do tempo. No outro grupo, este número subiu para sete vezes mais. O cientistas perceberam que os animais, ao sairem agitados do conflito, sentavam próximos de sua plateia de primatas, aconchegavam-se, e até brincavam com os outros que observavam a luta.

Segundo a pesquisadora Ariana de Marco, líder do estudo citado pela NewScientist, os macacos consolam uns aos outros como uma maneira de buscar proteção. Eles reduzem a tensão do “briguento” para que a violência resultante da disputa não seja refletida contra o próprio grupo.

Fonte: Galileu


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>