Convivência com gatos cura cachorra deprimida


Por Giovanna Chinellato (da Redação)

Mocha e Princess Jessica

Mocha e Abby, duas mestiças de pit bull, cresceram juntas nos EUA. Elas brincavam, comiam e dormiam juntas – eram melhores amigas.

Em julho passado, conforme conta a reportagem do jornal Examiner, Abby, labradora com pit bull preta, faleceu, deixando a amiga só. Os pais humanos de Mocha estavam tristes, mas ela ficou arrasada.

A cachorra, que era musculosa e brincalhona, parou de comer, parou de brincar e se tornou reclusa – ela simplesmente se recusava a viver.

Estava tão deprimida que seus tutores ficaram preocupados que ela fosse morrer logo. Seu corpo, antes saudável, estava se tornando frágil e debilitado, e o brilho se perdeu de seu olhar.

Mocha não estava sozinha, entretanto. Sua família peluda inclui três gatos – gatos com um plano diferente para a pequena deprimida.

Um dia, o tutor deles notou que os gatos, Princess Jessica, Poppy e Potter, estavam se alternando e levando presentes para a cachorra.

Por trás de cada presente vinha a atenção especial de Princess Jessica. A gatinha seguia por todo canto, como uma protetora.

Mocha começou a ter o brilho de volta no olhar. Tendo uma companhia próxima de novo, mesmo sendo uma gata, parece ter dado a Mocha o incentivo de que ela precisava para continuar vivendo.

Agora, um ano depois, Mocha, apesar dos 14 anos de idade, novamente ganhou forças e amor pela vida. Princess Jessica continua sempre ao seu lado, provando que o amor não tem barreiras.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>