Biólogo suíço tem maior banco de imagens do tubarão branco


A Universidade de Bristol, na Inglaterra, está desenvolvendo um software que automaticamente irá reconhecer individualmente as barbatanas dorsais dos tubarões brancos que cruzam os oceanos do mundo.

O biólogo marinho suíço Michael Scholl, fundador e diretor da “White Shark Trust”, fotografou mais de 1.500 tubarões brancos ao longo de 10 anos. Seu banco de dados é o maior mundo sobre a espécie que se encontra em risco de extinção e será a base para o novo sistema, segundo a agência “Barcroft Media”.

Biólogo Michael Scholl conta com o maior banco de dados sobre o grande predador. Foto: Michael Scholl/Barcroft Media/Getty Images
Imagens das barbatanas dorsais de tubarões feitas pelo suíço Michael Scholl. Foto: Michael Scholl/Barcroft Media/Getty Images
Biólogo Michael Scholl fotografou mais de 1.500 tubarões brancos ao longo de mais de 10 anos. Foto: Michael Scholl/Barcroft Media/Getty Images

Com informações do G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRAGÉDIA

RETROCESSO

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>