Sete cãezinhos morrem durante voo da American Airlines


O atraso de uma hora em um voo da companhia aérea American Airlines pode ter sido a causa da morte de sete filhotes de cachorro, revelou o site do jornal Telegraph. Segundo a publicação, os animais não teriam suportado o calor em excesso na área de bagagens.

Quando finalmente os cachorros foram removidos do bagageiro, estavam apáticos e rapidamente foram levados a um veterinário. Pouco tempo depois vieram a falecer.

Mary Frances, porta-voz da companhia aérea, declarou que 14 filhotes foram embarcados no voo 851, que estava agendado para decolar às 6h30, mas devido a tempestades em Chicago, atrasou em uma hora.

Quanto à possível morte devido ao calor, a American Airlines disse que não transporta seres vivos quando a temperatura está acima de 29 graus, mas a meteorologia já informava que fazia na ocasião 30 graus.

Sobre o caso, a Sociedade de Proteção Contra Crueldade em Animais recomenda aos tutores de cães e gatos que só viajem com seus animais caso ele sejam pequenos o bastante para irem debaixo do assento.

Fonte: PetMag


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO

ARTIGO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>