Cruelmente assassinadas

Operação disfarçada da Sea Shepherd expõe massacre de baleias na Dinamarca

Por Raquel Soldera (da Redação)

Peter Hammarstedt, ativista disfarçado (Foto: Sea Shepherd)

Em 19 julho de 2010 um grupo de 236 baleias-piloto foi cruelmente assassinado na cidade de Klaksvik, nas Ilhas Feroe, na Dinamarca. A Sea Shepherd Conservation Society conseguiu documentar o massacre por meio da operação de um ativista disfarçado, que viveu entre os moradores locais durante uma semana para conseguir as imagens do massacre, que envolve encurralar os bandos de cetáceos em uma enseada antes de atingir a coluna vertebral dos animais com uma faca.

Segundo informações divulgadas no site da Sea Shepherd Conservation Society, Peter Hammarstedt, ativista da entidade e primeiro oficial do navio Bob Barker, estava vivendo disfarçado entre os moradores locais por mais de uma semana quando ouviu pelo rádio informações sobre um massacre acontecendo em Klaksvik. Imediatamente ele foi de carro para o local do crime. Sem condição nenhuma de impedir o massacre, Hammarstedt documentou todo o processo.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Baleias-piloto são conhecidas por andar em bandos de 200 a 300 membros. Foram massacradas 236 baleias-piloto na noite passada em Klaksvik: adultas, prenhas, lactantes, jovens e fetos ainda ligados por cordão umbilical às mães. Um grupo inteiro, que antes nadava livremente nas águas do Atlântico Norte, foi exterminado em um banho de sangue coletivo”, disse Hammarstedt.

Baleias recebem golpes brutais na cabeça (Foto: Sea Shepherd)

Os governantes das Ilhas Feroes alegam que a morte destas baleias é rápida e indolor, mas as imagens mostradas provam o contrário.

“Uma das baleias teve 5 ou 6 golpes brutais à faca na cabeça”, relata Hammarstedt. “Os moradores locais simplesmente usaram esta baleia como apoio. A morte dela foi lenta e extremamente dolorosa. Algumas são atacadas repetitivamente por até 4 minutos antes de finalmente morrerem.”

O massacre como um todo é indiscriminado e cruel.

“Bebês foram arrancados de dentro dos corpos cortados de suas mães e deixados para apodrecer no píer”, diz Hammarstedt, que fotografou vários filhotes e fetos mortos. “Baleias-piloto são grupos extremamente maternais. Não consigo imaginar o medo e pânico destas mães enquanto seus filhotes eram arrancados de perto delas.”

Bebê ainda ligado pelo cordão umbilical (Foto: Sea Shepherd)

O massacre das baleias-piloto em Faroes é similar ao massacre de golfinhos em Taiji no Japão, como mostra o documentário The Cove. A diferença principal é que existem no mínimo 18 enseadas nas Ilhas Faroes, onde este massacre acontece, tornando extremamente difícil conseguir saber onde o massacre ocorrerá para tentar impedir que aconteça.

Baleias-piloto são classificadas como “estritamamente protegidas” pela Convenção Europeia de Conservação da Vida Selvagem. Permitindo este massacre nas Ilhas Faroes, a Dinamarca falha nas suas obrigações como signatária desta convenção.

Para conseguir acesso ao local do massacre, Hammarstedt se disfarçou como um estudante suíço de cinema. Mesmo tomando várias precauções para esconder sua identidade, ele foi reconhecido por vários dos caçadores, em função da série Whale Wars, exibida pelo Animal Planet. Aparentemente, mesmo nas Ilhas Faroe,s as intervenções da Sea Shepherd em prol das baleias na Antártida já são conhecidas.

Baleias assassinadas nas Ilhas Feroe (Foto: Sea Shepherd)

Quando os assassinos das baleias começaram a seguir a pé Hammarstedt, ele rapidamente foi para seu carro e saiu do local, enviando pela internet as imagens para garantir a sua divulgação. Com sua identidade descoberta, ele começou a receber ameaças em menos de uma hora depois, e foi instruído pelo comando da Sea Shepherd Internacional a deixar o país imediatamente.

Apesar de revistado e interrogado pela polícia no aeroporto, Hammarstedt confirmou à Sea Shepherd que já saiu das Ilhas Faroes.

A Sea Shepherd Conservation Society tem se oposto ativamente e confrontado os massacres nas Ilhas Faroes desde 1985, e continua até hoje como um dos maiores defensores da causa das baleias.

18 COMENTÁRIOS

  1. AMIGOS,

    quando tentei publicar o texto abaixo fui bloqueada:

    VEJAM ESTE BLOG E O SEU EXEMPLO:… Ver mais
    http://rpalmela.blogspot.com/2008/04/no-reino-da-dinamarca.html

    «Caso queira dirigir-se às autoridades das Ilhas Faroe a respeito da caça a baleias-piloto, o endereço de e-mail do Departamento de Assuntos Exteriores do Governo das Ilhas Faroe é

    ………………[email protected];

    O endereço de e-mail do Departamento de Pesca e Assuntos Marítimos é

    ……………….. [email protected]

    Foi isso mesmo que já fiz, tendo dirigido meu voto de protesto para os endereços acima indicados do seguinte modo:

    Venho por este meio manifestar meu veemente protesto de cidadão do Mundo contra a chacina de baleias piloto ou golfinhos Calderon, cujas fotos circulam na Internet reveladoras de tanta desumanidade praticada pelos habitantes das Ilhas Faroe que deveriam ser penalizados pelos seus actos indignos quer os façam por rituais tradicionais ou outros motivos inclusive para alimentação.

    NADA JUSTIFICA TANTA CARNIFICINA E MALDADE HUMANA.

    assinatura»

  2. Pra mim país que permite isso não é desenvolvido.Japão, por exemplo,uma país classificado como desenvolvido e faz umas coisas dessas tambem.Pra mim isso nao é desenvolvimento.

  3. E eu que achava que os países escandinavos eram mais evoluídos! me enganei.
    Não existe país isento de maldade. É a natureza humana que faz acontecer tais barbaridades.

  4. Não consegui enviar; qual o e-mail certo?
    E o pior é que sabemos que nada vai resolver, se uma meia duzia ou mesmo mil pessoas enviarem e-mails aos assassinos (ops, quero dizer, governantes e povo do país em questão).
    Me sinto impotente diante de tanta crueldade sem fim.

  5. Sabe de uma coisa? NÃO AGUENTO MAIS ver tanta crueldade gratuita nesse mundo, principalmente relacionada à seres tão indefesos e que nunca fizeram NADA ao ser humano como é o caso dessas baleias!!! Eu juro por tudo que é mais sagrado nessa vida que eu gostaria que a raça humana fosse extinta … é crueldade demais, egoísmo demais, ganância demais à troco de que????????
    Se esses safados que massacraram as baleias se acham no direito de fazer isto e nada acontece, então todos nós também temos o direito de sair massacrando esses caçadores! E ninguém venha me dizer que não!!! NAO IMPORTA SE ESSES MERDAS TEM FILHOS OU FAMÍLIA!!!
    Eu juro que eu não teria nenhum remorso de matar um por um!!!!!!!!!!
    Nossa estou revoltada!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 🙁

  6. Que triste, triste, triste, triste, triste, triste,triste, triste, triste, triste, triste, triste… Somente Vós, oh, Suprema Personalidade de Deus, para por um ponto final em tantas, tantas e tantas barbaridades que assolam este planetinha! Somos como formiguinhas tentando fazer algo… quão pouco podemos fazer…Oh, Altíssimo… HARE KRISHNA, HARE KRISHNA, KRISHNA KRISHNA, HARE HARE, HARE RAMA, HARE RAMA, RAMA RAMA, HARE HARE! HARE KRISHNA, HARE KRISHNA, KRISNHA KRISHNA, HARE HARE, HARE RAMA, HARE RAMA, RAMA RAMA, HARE HARE! HARE KRISHNA, HARE KRISHNA, KRISHNA KRISHNA, HARE HARE, HARE RAMA, HARE RAMA, RAMA RAMA, HARE HARE!

    • Concordo. O Mundo todo deveria ver isso, e fazer com que esta Ilha passasse por tamanha vergonha mundial. E ainda dizem que é pela comida, pela comida o c. por tamanha falta do que fazer e absurda crueldade.

  7. acho isto uma tamanha crueldade…
    pessoas como estas nao deviam estar neste mundo…
    apoio todos voçes…temos de fazer alguma coisa para parar esses palhaços

  8. pois e tanta coisa para se preucupa,e esses inguinorantes,ficam matando,essas criaturas que nao trazem nem um risco para eles. temos que fazer algo para mundar isso.

  9. Não tem outro significado MASSACRE FAMILIAR de baleias, crueldade de carnificina e pura tradição dedicado ao santo deles e das autoridades locais e deste povo.PARABÉNS AOS DEFENSORES DE BALEIAS por tentar impedir e mostrar para todo o mundo as imagens.

  10. Fiquei enojada com que vi e ouvi sobre esta Ilha e suas Tradições. Imperdoável, fazem as crianças assistirem a tudo isso como se fosse natural. Não tem nada de Natural, Ridícula esta Tradição, tamanha barbárie contra os Bichos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui