Crueldade e sadismo

Bolivianos caçam animais e divulgam prática pela internet

Por Raquel Soldera (da Redação)

Jovens bolivianos caçam animais de mais de 25 espécies e divulgam fotos e informações da prática sádica de matar por “diversão” pela internet.

O grupo, chamado ScZ HuNtEr’S ClUb (Clube de Caçadores SCZ) compartilha dados das melhores armas e dos melhores locais pela rede de relacionamentos Facebook.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

As imagens falam por si só: veados com cabeças ensanguentadas, com legendas do tipo “as 16 balas do rifle Buck estão no pescoço e na cabeça”. Um dos caçadores mostra um pequeno tigre morto.

Nicky Salomón Vargas, um dos caçadores (Foto: PrensAnimalista)

A caça é uma prática habitual na Bolívia, apesar de ser proibida a matança de espécies silvestres protegidas pela Constituição local.

A organização de proteção aos animais “Amor pelos Animais Bolívia” apresentou uma denúncia à Direção Geral de Biodiversidade em março deste ano. As investigações avançaram lentamente, até que no dia 5 de julho o Ministério Público pediu que as investigações fossem ampliadas, já que um caso com estes antecedentes não havia sido apresentado antes, assegurando que isso não ficaria assim.

Foto de animais mortos divulgada na internet (Foto: PrensAnimalista)

E enquanto prossegue a investigação judicial na Bolívia, Fernando Ibáñez Freitas, Ernesto Gutiérrez, Nicky Salomón Vargas e seus amigos seguem compartilhando as matanças dos animais pelo Facebook.

5 COMENTÁRIOS

  1. Até que um monstro desses mate um humano vão ficando impunes…
    Tem horas que tenho vontade de fazer justiça com as próprias mãos com covardes desses!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui