Chitas antes erradicadas na Índia ganham projeto de reintrodução à natureza


Chitas terão espaço na Índia (Foto: Por Reprodução)

As chitas foram erradicadas na Índia pela devastação de seu habitat natural aproximadamente um século atrás. Agora, autoridades do país planejam reintroduzir o felino em três áreas especialmente escolhidas para a proliferação da espécie.

O governo indiano afirma que as prováveis casas das chitas serão dois santuários ecológicos em Mahya Pradesh e uma área em Rajasthan. Serão gastos 30 milhões de rúpias (algo em torno de um milhão de reais) para que a espécie possa correr de novo em solo indiano.

O plano é “importar” os felinos da África, do Irã e do Oriente Médio. Segundo o Ministro do Meio Ambiente, Jairam Ramesh, as chitas também irão promover a restauração da “savana indiana” nos ambientes escolhidos. Especialistas afirmam que as reservas terão a capacidade de abrigar cerca de 80 chitas – mas algumas vilas de nômades precisarão ser removidas de seus lugares atuais.

O retorno das chitas fará com que a Índia se torne o único país do planeta a abrigar seis dos oito grandes felinos que conhecemos. E ela seria lar, também, de todas as espécies de grandes felinos naturais da Ásia.

Segundo conservacionistas, restam cerca de 100 chitas no Irã e 10 mil na África.

Críticos do esquema arquitetado pelo governo indiano afirmam que, sem reintroduzir também as presas naturais das chitas, que foram erradicadas da Índia assim como o felino, a espécie não irá se proliferar no local.

Fonte: HypeScience


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RETROCESSO

RIO DE JANEIRO

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>