Fazenda australiana cria bacon de crocodilo


Por Robson Fernando  (da Redação)

Não bastasse matar bois, porcos, carneiros, frangos, bodes etc. aos bilhões todos os anos, a indústria ocidental da exploração animal vai recorrendo a outros animais para abatê-los e lhes colher a carne. A nada agradável novidade vem da Austrália: é o bacon de crocodilo.

Criados presos numa fazenda, privados da liberdade e tratados como meros geradores de carne, os crocodilos, depois de mortos, têm a carne e gordura de sua cauda convertida em bacon. Já há negociações para comercializar esse bacon em supermercados.

O objetivo, segundo a proprietária da fazenda, é “agradar aos gostos das pessoas”, e ela está “apenas tornando a carne mais palatável para as pessoas”. Mas e os animais?

Numa realidade em que o que não falta são delícias feitas sem nada de origem animal, será que ainda é necessário matar animais de espécies cada vez mais variadas, impondo-lhes prisão e sofrimento e negando-lhes a dignidade de ter direito à vida e à liberdade, para agradar ao paladar humano?


Mulher posando com filhote de crocodilo para site Australiano (Foto: Reprodução/Cairns Post)



Com informações do G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EDUCAÇÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

COMPORTAMENTO

BENEFÍCIOS

CRUELDADE

SENCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>