Marcada audiência sobre agressões em puxada de cavalos em Pomerode


A Justiça marcou para 20 de setembro a primeira audiência sobre o caso das agressões a defensores dos animais ocorridas durante uma puxada de cavalos, em abril deste ano, em Pomerode, no Vale do Itajaí.

A juíza Iraci Satomi Kuraoka Schiocchet, da comarca de Pomerode, acatou a denúncia do Ministério Público e indiciou os irmãos Miro Just e Ivo Just, organizadores da puxada, por lesão corporal.

As intimações para comparecimento na audiência começaram a ser enviadas terça-feira. Os indiciados e vítimas devem ser ouvidos. 

A juíza também determinou que o processo retornasse à Delegacia de Polícia de Pomerode para novas investigações, atendendo ao requerimento da promotora Patrícia Dagostin Tramontin, que está cuidando do caso.

A polícia foi informada na quarta-feira sobre o pedido da juíza e terá cinco dias para a conclusão dos novos procedimentos.

Fonte: Jornal de Santa Catarina


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RESPEITO E AFETO

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA

DESPERTAR

PROTEÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>