Pernambuco cadastra animais vítimas da enchente; os abandonados serão mortos


As fortes chuvas que atingiram 67 municípios em Pernambuco não trouxeram sofrimento apenas para a população. Muitos animais morreram e outros perderam seus tutores. Em paralelo ao atendimento das famílias vítimas das enchentes, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) realiza, na Mata Sul, o cadastramento, a vacinação e o recolhimento de animais abandonados.

O trabalho ocorre em parceria com profissionais da Vigilância Ambiental Municipal de Recife, Jaboatão, Camaragibe e Olinda. As equipes registram os animais das ruas e dos abrigos fazendo a marcação com coleiras e verificando se eles têm tutores. Já foram cadastrados 333 animais nas cidades mais afetadas, sendo 275 em Barreiros e 58 em Palmares.

Se ninguém assumir a responsabilidade pelo cão ou gato, ele será levado para um dos Centros de Controle de Zoonoses (CCZ) da Região Metropolitana do Recife. Até agora, 2 cães e 8 porcos foram apreendidos. No CCZ, eles serão avaliados clinicamente por veterinários. Os animais com tutores são mantidos junto a eles.

O intuito é de evitar a transmissão de zoonoses (doenças adquiridas em contatos com animais) como raiva, leptospirose, verminosese problemas de pele como sarna e fungo. Outra preocupação em relação à alimentação dos animais. Em algumas situações, os tutores chegam a dividir seus alimentos com eles.

Fonte: PE360º

Nota da Redação: Os animais que forem levados para os CCZs terão a morte como destino certo. Por trás de uma aparente preocupação com os animais está na realidade sendo feita uma limpeza para evitar possíveis contaminações entre os cães e gatos vítimas das enchentes e as pessoas. Em Pernambuco, quase a totalidade dos animais apreendidos são executados. Eles deveriam ser tratados e encaminhados para adoção. Os protetores do estado precisam ficar atentos e mobilizados para salvar os que não tiverem os tutores localizados.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTELIONATO

MALDADE

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA

REVERSÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>