Frio e desnutrição podem ter matado mais de mil animais em SP e MS


Já são mais de mil animais de grande porte como vacas e touros, mortos em pelo menos sete municípios da região sul do Mato Grosso do Sul. A principal hipótese é de que o rebanho tenha morrido de hipotermia, quando a temperatura do corpo fica bem abaixo do normal.

Hoje, a Agência de Defesa Sanitária Animal confirmou a morte de animais em outros três municípios do sul do estado: Amambai, Paranhos e Laguna Carapã.

A desnutrição dos animais e a presença de uma bactéria chamada Pasteurella também são apontadas como possíveis causas da morte do rebanho. “Esses animais não têm reservas energéticas, estão magros.

Em função dessa inversão térmica brusca, os animais acabam entrando em um choque hipoglicêmico”, afirma Valdemir Alves de Oliveira, pesquisador da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

No litoral de São Paulo, ocorre um problema parecido. Biólogos e veterinários tentam descobrir o que provocou a morte de mais de 500 pinguins, além de tartarugas e golfinhos, que apareceram em várias praias no fim de semana. Uma das possibilidades é que eles tenham sido atingidos por uma corrente marítima muito fria.

O primeiro exame constatou que os animais estavam anêmicos. “Provavelmente esses animais nadaram muito, estavam cansados, já poderiam estar no início de doença, e não conseguiram comer direito. Isso acarretou a condição de acabarem morrendo e serem lançados para a praia”, explica a veterinária Cláudia Nascimento, coordenadora do Centro de Triagem de Animais Selvagens Refúgio Mata Atlântica.

Com informações do  Jornal Floripa


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA

JAPÃO

AVANÇO

COMPORTAMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>