Cães e gatos em harmonia sob o mesmo teto


(Foto: Reprodução/Unisite)

O veterinário Maurício Davidovich dá a dica do que se pode fazer para melhorar a relação entre cães e gatos que convivem sob o mesmo teto: “O ideal é que tanto o cachorro quanto o gato convivam desde filhotes. Se um dos dois for adulto, é mais fácil um cachorro aceitar um gato do que o contrário. Antes de apresentar um animal ao outro, introduza cheiros ao que já está na casa há mais tempo e force um contato visual, antes da aproximação. Supervisione sempre os primeiros contatos para que não aconteçam brigas.”

A jornalista Déborah Gonçalves conta que na casa dela a gatinha Pantera e a cadela Penélope falam a mesma língua há 16 anos:”A minha gata Pantera, de 19 anos, assistiu ao parto da minha cachorrinha Sofia, que já morreu e se considera uma protetora da Penélope (filhote). Elas sempre conviveram na mais santa paz.”

O veterinário confirma que a convivência é perfeitamente possível:”Conheço diversas pessoas que têm cães e gatos na mesma casa, convivendo sem problema algum. Eles são amigos e alguns até dormem abraçados.”

Com informações de Extra Online


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>