PF apreende cerca de 650 aves exóticas no interior de SP


A Operação São Francisco da Polícia Federal (PF), realizada nesta quarta-feira (30), apreendeu cerca de 650 aves exóticas em três cidades da região Central. Duas pessoas foram detidas.

Em Araras, a operação aconteceu em um condomínio de chácaras. Os agentes e um delegado da Polícia Federal (PF) de Piracicaba chegaram de manhã a uma das propriedades, acompanhados de funcionários do Ibama. No local, os agentes usaram gaiolas para recolher 150 aves exóticas.

Esse foi um dos 42 mandados de busca e apreensão cumpridos pela PF em cidades do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. No interior do estado, a operação São Francisco envolveu agentes das regionais de Araraquara, Campinas, Piracicaba e Ribeirão Preto.

Em uma chácara da zona rural de Porto Ferreira, a fiscalização encontrou cerca de 500 aves exóticas. Segundo um vizinho, havia pássaros de várias espécies. As aves apreendidas continuarão nos viveiros da chácara, por causa da dificuldade de transporte.

O responsável pelos pássaros será o fiel depositário, ou seja, fica encarregado da guarda dos animais até a conclusão do inquérito.

Em uma outra chácara, foram apreendidos três papagaios, que foram levados para um centro de triagem do Ibama. Dois aposentados foram detidos e levados para prestar depoimento na delegacia da PF em Araraquara.

Em Pirassununga também ocorreram apreensões, mas o balanço ainda não foi divulgado.

Operação

A operação para combater crimes ambientais, maus-tratos e tráfico internacional de animais identificou, nos três estados, os integrantes da maior quadrilha brasileira de tráfico de animais silvestres, sobretudo aves da fauna brasileira que eram vendidas no exterior e importadas ilegalmente, para venda no mercado clandestino interno, de espécies da fauna de diversos locais do mundo.

Durante as investigações, um estrangeiro foi preso em flagrante quando chegava ao Brasil, no aeroporto de Guarulhos, trazendo 64 ovos e exemplares de algumas espécies comercializadas pela quadrilha.

Além dos crimes de maus-tratos de animais, tráfico internacional de espécies das faunas nativa e exótica, os envolvidos também responderão por receptação, formação de quadrilha, falsificação de sinais públicos, tráfico de influência, crimes contra a ordem tributária e de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

Região de Ribeirão Preto e Campinas

Em Ribeirão Preto, foram apreendidas 389 aves exóticas, em duas casas de Ribeirão Preto. Duas pessoas foram presas.

Já em Campinas, estão sendo cumpridos três mandados. 

Fonte: EPTV 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>