Santa Catarina está na rota internacional do tráfico de animais


Policiais federais apreenderam, ontem, 152 aves e duas tartarugas da espécie tigre d’água mantidas em cativeiro em duas casas de Florianópolis. A ação faz parte da Operação São Francisco, que desbaratou uma quadrilha de importação e exportação de pássaros exóticos silvestres e nativos do Brasil. De acordo com a Polícia Federal, SC faz parte da rota internacional do tráfico de animais.

Pelos menos 10 mil animais foram recolhidos em vários estados do país. A multa aplicada aos responsáveis é de R$ 474,4 mil.

As aves apreendidas em Florianópolis estavam em duas casas – uma em Coqueiros e outra no Centro – e foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Santa Catarina, na capital. O delegado que coordenou o trabalho no Estado, Raimundo Barbosa, afirmou que Santa Catarina servia como mercado consumidor de aves exóticas e fonte de abastecimento do tráfico de pássaros nativos para a Europa. Ele falou que os animais contrabandeados para fora do país são capturados nas proximidades de Blumenau e Timbó.

Os suspeitos vão responder inquérito por receptação, formação de quadrilha e comércio ilegal de espécie em extinção. Os dois proprietários detidos em Florianópolis foram presos temporariamente e transferidos para Curitiba, onde a operação foi centralizada. O delegado declarou que as investigações começaram há seis meses no Estado. Ele acredita que o aprofundamento do trabalho vai acarretar novas prisões em Santa Catarina.

Barbosa contou que os principais integrantes da quadrilha são o holandês Nikolas Antonius Cornelius e Márcio Rodrigues, morador de Curitiba. O primeiro atua como fornecedor de aves de várias partes do mundo para o Brasil. A Interpol deve cumprir o mandado de prisão preventiva contra o estrangeiro. Já Rodrigues cria e revende os animais. Ele cruza os pássaros para obter cores raras e aumentar o valor.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Federal no Paraná, foram realizadas 30 prisões, entre temporárias e preventivas, nos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Entre os detidos, está um homem estrangeiro que entrava no aeroporto de Guarulhos (SP) com ovos escondidos em uma camiseta adaptada. Também foram cumpridos 42 mandados de busca e apreensão.

As prisões também incluíram servidores públicos que ocupavam cargos em órgãos de fiscalização. Cerca de 9,5 mil animais foram encontrados no Paraná, onde ficava o sítio responsável pela reprodução das aves. Elas serão entregues ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Fonte: Diário Catarinense


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>