32 armas usadas para caça são apreendidas no interior do Pará


Uma fiscalização que aconteceu em Goianésia do Pará, Moju, Redenção do Pará e Tailândia, no leste paraense, levou à apreensão de 32 armas de caça artesanais. Outras evidências de crime contra a fauna foram encontradas: 23 rabos de tatu e uma cutia abatida.

 

Foto: Ibama/Divulgação

Um jacaré e um jabuti ainda vivos foram devolvidos à natureza pelos agentes do Ibama. A operação começou no dia 8 de junho e segue em andamento.

 Foram encontradas 16 áreas de floresta com retirada de madeira, para as quais os proprietários terão de apresentar licença, sob pena de levar multa. Cerca de 60 metros cúbicos de madeira já cortada foram apreendidos.

 O Ibama multou ainda em cerca de R$16 milhões cinco fazendas por falta de Cadastro Ambiental Rural (Car), um registro em que está indicado qual é a área de cada propriedade reservada para produção e qual ficará com a mata conservada (na Amazônia, esta porção tem de equivaler a no mínimo 80% do total da fazenda). 

Fonte: Portal Amazônia



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>