Grupo de voluntários quer censo para combater o abandono de cães


Com objetivo de combater o abandono de cães e gatos em Presidente Alves (56 quilômetros de Bauru), um grupo de voluntários está se mobilizando para criar no município um lar provisório onde animais possam ser recolhidos e tratados antes de serem encaminhados para adoção. A iniciativa, que deverá contar com apoio da prefeitura e Câmara, também prevê um ‘censo animal’ e orientação da população sobre a importância da guarda responsável.

Segundo uma das voluntárias da Equipe de Proteção aos Animais (EPA), que conta com cerca de 20 integrantes entre estudantes de biologia, veterinários e pessoas apaixonadas por animais, Marisa da Silva Graeff, o trabalho com os cães e gatos abandonados começou a ser feito neste ano em Presidente Alves e no distrito de Guaricanga.

A voluntária explica que, quando recebe a notícia sobre algum animal doente ou abandonado, o grupo aciona veterinários, faz visitas e até mesmo uma ‘vaquinha’ para a compra de remédios. “O que a gente queria é um lar provisório porque aqui está tendo muito abandono e maus-tratos”.

A intenção da EPA é que o local funcione como um abrigo emergencial até que o animal seja encaminhado para adoção. “Agora, nós queremos reunir a prefeita, os vereadores, esse grupo de voluntários, esses veterinários e a Vigilância Sanitária para ver se a gente consegue pôr em ação esse projeto”, revela.

De acordo com Graeff, a prefeita Sandra Regina Sclauzer de Andrade (PT) já teria demonstrado interesse em contribuir com o projeto. A voluntária ainda esclarece que, em um primeiro momento, o grupo não pretende fundar uma Organização Não Governamental (ONG) por falta de recursos e do porte do município, mas estabelecer parcerias para desenvolver campanhas que estimulem a guarda responsável dos animais. “Aqui é uma cidade muito pequena. Daria para fazer uma campanha de conscientização”, avalia.

Além disso, ela conta que a EPA pretende fazer um levantamento quanto aos cães e gatos da cidade, apontando a quantidade dos que estão sem lar, onde eles vivem, do que se alimentam e se são vacinados ou castrados. “Nossa intenção é fazer visitas, fazer um censo animal com fotos”, anuncia. De acordo com Graeff, não existe nenhum estudo sobre o número de animais abandonados em Presidente Alves.

As pessoas interessadas em ajudar o grupo de voluntários por meio da doação de remédios, ração ou qualquer quantia em dinheiro podem entrar em contato com a voluntária pelo telefone (14) 9714-0082.

Fonte: Jornal da Cidade


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HONG KONG

AFETO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>