Aprenda a acalmar os animais durante os jogos da Copa


Yolanda Heller
yoheller@yahoo.com.br

Nos propusemos a conscientizar o maior número possível de pessoas sobre os danos causados aos animais quando usamos pirotecnia, para minimizar o sofrimento durante a Copa do Mundo. Nas festas de fim de ano vimos as consequências da infeliz pirotecnia: cachorros perdidos, atropelados, aturdidos e agonizando longe de seus guardiões que, provavelmente, nunca mais encontrarão. 

Quando você pratica a pirotecnia, cachorros, gatos, cavalos sentem: palpitações, taquicardia, salivação, tremores, sensação de insuficiência respiratória, falta de ar, náuseas, atordoamento, sensação de irrealidade, perda de controle, medo de morrer.

Essas alterações provocam na conduta do animal tentativas descontroladas de escapar, incentivadas pelo estado de pânico, podendo durar vários minutos e, em casos severos, variando de uma a várias horas, dependendo do tempo que dure o estímulo (barulho provocado por fogos durante a Copa do Mundo).

(Adaptado de texto de Virgínia Bagés, Argentina)

Para minimizar este sofrimento, indicamos abaixo a receita de florais da terapeuta Martha Follain:

Florais de Bach

Atenção: Quando for mandar manipular a fórmula Floral, lembre de avisar que não poderá conter conservantes como álcool, glicerina e vinagre de maçã, que devem estar fora!

Esta fórmula somente poderá conter água mineral e, embora as farmácias de manipulação costumem dizer que assim a fórmula só dura dois dias, na geladeira ela deverá durar quinze dias, com certeza. Mande fazer em qualquer farmácia de manipulação (aquela que avia receitas):

Rescue + Cherry Plum + Rock Rose + Mimulus + Vervain + Sweet Chestnut

Dosagem: 
Para aves pequenas, 2 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia. Podem ser colocadas no bebedouro;
Para aves médias, 4 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia. Podem ser colocada no bebedouro;
Para cães de pequeno e médio porte e gatos, 4 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, diretamente na boquinha;
Para cães de grande porte e gigantes, 6 gotas, 4 vezes ao dia, diretamente na boquinha de seu amigão;
Para cavalos ou animais de grande porte, 10 gotas, 4 vezes ao dia, para cada litro.

Para o absoluto sucesso do tratamento, o ideal é a continuidade, não esquecendo de ministrar as gotinhas regularmente. Aconselha-se começar o tratamento pelo menos cinco dias antes da data (jogos da Copa, Natal, Virada do Ano etc.) e estendê-lo até quando as pessoas insistirem em prolongar a barulheira!

Identifique os animais sob sua guarda

Vamos estimular o uso constante e obrigatório de qualquer tipo de identificação animal. O responsável deve fazer uma plaqueta, colocar um pedaço de esparadrapo, escrever na coleira bem forte o nome do animal e telefone para contato em caso de fuga inesperada! Isso facilitará a localização do animal! A quantidade de anúncios de animais desaparecidos é enorme e cada vez maior, todos sem identificação!

A Copa do Mundo está próxima, os fogos de artifício, rojões etc. assustarão muitos animais! A fuga pode acontecer por muitos motivos: um descuido no portão, trovões, fêmeas no cio (quando o animal não está castrado), maus-tratos etc.

Daí a importância de todos os animais de estimação usarem, mesmo em casa, identificação fixada na coleira.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>