De acordo com a SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves), a Lagoa dos Salgados, em Portugal, um dos lugares mais importantes do Algarve para a conservação das aves, tem a partir de agora mais um motivo de alegria: foram observados flamingos a nidificar, estando neste momento a incubar os ovos. Ao se registar o sucesso da reprodução, será o primeiro caso confirmado em Portugal de nidificação desta espécie emblemática, e mais um fator decisivo para a proteção da Lagoa dos Salgados e de toda a vida que ela abriga.

foto dos flamingos em seu habitat
Foto: Guillaume Réthoré

O Flamingo (Phoenicopterus roseus), ave pernalta de cor rosa, é uma das espécies que mais chama a atenção a observadores de aves. A espécie chegou a estar ameaçada, mas um enorme esforço pela conservação em vários países resultou na recuperação das populações, que agora embelezam lagoas, salinas, estuários ou sapais do Sul da Europa e do Norte de África. É uma ave relativamente comum no Inverno nas zonas úmidas litorais desde o estuário do Tejo até ao Algarve, no entanto só por uma vez foi registada a tentativa de nidificação no pais, nos sapais de Castro Marim, na década de 1980.

A Lagoa dos Salgados é uma lagoa costeira entre os concelhos de Albufeira e de Silves, e que até à data não tem nenhum estatuto de proteção legal. A SPEA tem alertado sobre a necessidade de implementar medidas de gestão que ajudem a resolver as ameaças a este local, incluindo a perturbação causada pelos visitantes, a presença de cães abandonados e uma correta gestão do nível de água da lagoa.

Este ano foram tomadas medidas pela Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve para regular o nível de água da lagoa, de modo a evitar episódios de destruição dos ninhos de diversas espécies de aves, que infelizmente haviam acontecido nos anos anteriores. Espera-se que essas medidas tenham continuidade.

Várias espécies encontram-se em plena época de nidificação. Para Luís Costa, diretor executivo da SPEA, “ainda é cedo para dizer com certeza se teremos pela primeira vez em Portugal um caso de sucesso de reprodução de flamingos, mas é imprescindível proteger o local de forma eficaz e gerir o nível de água de forma precisa, sem grandes variações, durante a época crucial da Primavera.”

Com informações da SPEA