Espécie rara de Madagáscar é considerada extinta


Uma espécie de ave muito rara, que não era avistada há mais de 25 anos, foi declarada extinta. De acordo com o grupo de conservação da Natureza BirdLife International, o mergulhão do Alaotra, apenas encontrado em algumas zonas da ilha africana de Madagáscar, desapareceu em decorrência da introdução de peixes carnívoros no seu habitat.

O mergulhão do Alaotra foi avistado pela última vez em 1985. (Foto: Bird Life International/AP)

O mergulhão do Alaotra, uma ave de tamanho médio com asas pequenas, era incapaz de percorrer longas distâncias, adotando, assim, um estilo de vida mais sedentário em lagos e pequenas lagoas.

Apesar do longo período decorrido sem avistar um exemplar da espécie, os investigadores estavam reticentes em anunciar a extinção do mergulhão do Alaotra, em  razão do habitat remoto e difícil de investigar em que este vivia.

“Não queríamos declará-lo extinto e dar-se o caso de se avistar um desses pássaros passados dois anos”, explicou Martin Fowlie, porta-voz da BirdLife International. No entanto, após uma busca intensiva feita em 2009, a falta de sinais de existência da ave não deixou margem para dúvidas.

O grupo ambientalista culpa a introdução de peixes carnívoros no lago Alaotra, onde viviam as aves, e o excesso de redes piscatórias pela extinção do mergulhão.

“Não há mais esperança para esta espécie”, declarou Leon Bennun, diretor da BirdLife International. “É mais um exemplo de como a ação humana pode ter consequências imprevistas”.

A BirdLife International tem alertado, nos últimos tempos, para o perigo que correm atualmente as aves que vivem nas chamadas zonas úmidas, por causa da poluição e erosão de que os seus habitats são alvo.

Fonte: Jornal de Notícias


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>