Após fugir e ter sido vendida por abrigo, cadela volta aos braços de tutora, no Reino Unido


Por Giovanna Chinellato (da Redação)

Uma viúva ganhou uma batalha legal para se reencontrar com sua querida cadelinha depois de ela ser confundida com um cão abandonado e ter sido vendida.

Liz Hiorns, 71, contou sobre sua alegria ao segurar Penny no colo após um mês de separação.

foto da tutora britânica com sua cadela no colo, feliz da vida
Foto: Reprodução/Mail Online

Ela relatou que a Jack Russel, de 11 anos de idade, havia fugido e estava desaparecida, mas a mensagem foi perdida pela prefeitura e a cadela acabou sendo enviada para um abrigo.

A viúva ficou abismada quando os novos “tutores” – que pagaram 80 libras peloi animal – não quiseram devolvê-la.

Hiorns começou uma briga legal e o casal de Worcester mudou de ideia na véspera da audiência na grande corte.

Avó de seis, Liz disse: “Estou fora de mim, absolutamente feliz por tê-la em casa. O último mês foi muito estressante estou apenas aliviada que tudo tenha passado. Certamente prestarei mais atenção em Penny no futuro. Isso nunca devia ter acontecido e eu estou muito brava com a prefeitura que rapidamente a mandou e ainda a vendeu para outras pessoas.”

O conselho do município Stralford, responsável pelo que acontece com cães quando são recolhidos das ruas, se arrepende disso e usará todos os recursos disponíveis para garantir que isso não aconteça novamente.

“Infelizmente, a prefeitura recolhe um número alto de cães por semana e escaneeia os animais rotineiramente por identificação por microchip ou outras marcas específicas. Isso ajuda no processo de reunir cão e tutor. Na ocasião, a cachorra perdida, Penny, não tinha nenhuma forma de identificação e foi encontrada com uma infecção no olho e coberta de pulgas e carrapatos. Há lições a serem aprendidas e o conselho municipal assegura ao público que fará todo o possível para reunir cães perdidos e seus tutores. Consideramos colocar fotografias dos cães encontrados num website futuro e estamos revendo nossos procedimentos.”

Penny, que não tinha coleira nem microchip, se perdeu dia 12 de abril, depois que Liz a deixou passear no horário do almoço.

foto de penny deitada
Penny foi dada como abandonada pelo abrigo (Foto: Anita Maric/newsteam.co.uk)

Duas semanas depois, Liz ligou para veterinários perto de Leaminton Spa e descobriu que uma cachorra com a descrição de Penny fora achada em Stratfor, no dia 13 de abril.

Ela foi transferida para o Danemere Animal Rescue Center em Tibberton, que vendeu Penny para um casal vivendo nas proximidades apenas uma semana depois.

Liz disse: “Não consigo entender até agora como isso aconteceu. Ainda tenho calafrios ao pensar que em uma semana Penny fora vendida para outras pessoas sem meu conhecimento.”

David Lannie, supervisor do centro de resgate, disse: “Agimos de boa fé encontrando uma casa para Penny. Até onde sabíamos, ela estava no canil de Stratford por oito dias, que é o ponto em que tentamos doar os cães. Leis de proteção à informação não nos permitiam liberar os nomes dos novos tutores, mas a família ameaçou abrir uma ação civil contra nós. Antes de o caso ser ouvido por um juiz o casal decidiu que não queria ir numa batalha pública e, relutantes, entregaram a cachorra. Eles queriam mantê-la pois ela estava em péssimas condições ao chegar.”

Com informações do Daily Mail


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

EMPREENDEDORISMO

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

RETROCESSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>