Defensores dos animais se revoltam contra pena branda dada a assassino de cães nos EUA


Por Karina Ramos (da Redação)

Ele matou dois cães Dachshunds – um filhote, Junior, foi arremessado contra uma banheira. Porém, Dudley Ramsay pegou apenas uma fração dos 2 anos a que poderia ter sido condenado.

O rapaz de 25 anos da cidade de Fort Greene não demonstrou remorso quando foi inicialmente condenado por matar um filhote enquanto dava banho nele. O outro filhote, Viola, foi desenterrado no quintal da casa de sua namorada quando ele confessou o crime, mas não houve provas suficientes para levar este caso a julgamento.

foto do caozinho recebendo tratamento e cuidados
O assassino de Junior pegou apenas 4 meses de prisão (Foto: Reprodução/The New York Daily News)

Dudley foi condenado a 4 meses de detenção na última sexta-feira (7) pelo juiz Michael Gary.

Mais de 100 e-mails e cartas foram enviadas por defensores de animais preocupados após terem lido o que o National Dachshund Examiner escreveu sobre o incidente. Um dos leitores escreveu: “Estou doente do estômago e meu sangue está fervendo de raiva. Dudley é um ser humano doente, cruel e obscuro”.

Em abril, após ganhar a condenação, o advogado do distrito, Charles J. Hynes, concedeu a dois vegetarianos o prêmio “Fazendo a Diferença” pelo reconhecimento e tratamento de vítimas de crueldade contra animais. Os ganhadores do prêmio, Robert Reisman, da ASPCA (Sociedade Americana de Prevenção da Crueldade contra Animais), e Brett Levitzke, fundador e diretor médico da VERG (Centro de Referência de Emergência Veterinária), foram prestativos ao denunciar o abuso cometido que levou à condenação de Dudley.

Os veterinários notaram que o cachorro chegou horas após os maus-tratos que causaram seis costelas fraturadas e danos aos pulmões e fígado.

O advogado acrescentou, entre outras coisas, que “pesquisas mostram que a crueldade contra animais pode fazer parte da violência doméstica e preceder a violência cometida contra outros. Crianças que são cruéis com animais podem ser vítimas de abusos, bullying ou negligenciar a si mesmas”.

Aparentemente, as mais de 100 cartas enviadas não fizeram diferença.

Após criticar o assassino publicamente, um dos funcionários do National Dachshund Examiner recebeu ameaças (supostamente de amigos de Dudley) contra seus 3 cães Dachshund. Este funcionário acha que o juiz deveria ter perdido seu cargo por ter sido tão negligente ao aplicar uma pena tão leve ao assassino.

Fonte: Animal Concerns


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>