1,2 mil espécies de aves migratórias estão ameaçadas no mundo


Um total de 1.227 espécies de aves migratórias estão ameaçadas, o equivalente a 12,4% das 9.865 existentes. O alerta foi dado nesta sexta-feira (7) pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), devido à celebração neste fim de semana do dia mundial das aves migratórias. 

“As aves migratórias têm um papel de indicadores, já que nos permitem observar os efeitos negativos da nossa forma de vida sobre o planeta e sobre a biodiversidade”, ressaltou o diretor do Pnuma, Bert Lenten.

Quando uma ave se encontra em perigo de extinção, de acordo com o Pnuma, isso supõe “um sinal de que as condições de determinados ecossistemas mudaram, o que pode afetar outras espécies dependentes”.

A ONU reporta que cerca de 19% das aves estão classificadas como migratórias, das quais 11% estão em risco e até 31 espécies se encontram na lista vermelha da União Mundial para Conservação da Natureza.

Entre elas, aparecem o periquito-de-ventre-laranja, o maçarico-de-bico-fino, a íbis-eremita, o abibe-sociável e o albatroz-das-galápagos. Estas espécies enfrentam muitas ameaças humanas, como constata a ONU, entre elas a agricultura e a invasão de animais exóticos.

O dia mundial das aves migratórias neste final de semana contará com eventos em países como Espanha, Chile, Índia, França, Nepal, Estados Unidos e Zimbábue e outras 30 nações no mundo.

Fonte: Estadão


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS

VIDA NOVA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>