Exploração intercontinental

Porto do Rio Grande do Sul embarca gado para o Egito

Uma carga de bovinos vivos negociada para o Egito começou a ser embarcada no porto de Rio Grande (RS). O porto gaúcho é utilizado como base de exportação de bovinos desde 2005, mas este será o primeiro embarque destinado ao Egito. O mercado habitualmente atendido neste tipo de operação é o Líbano. Conforme dados da administração do porto, a previsão é de que dez mil animais sejam embarcados no navio-curral Kenoz, de bandeira panamenha. Os animais estão confinados em propriedade rural próxima ao porto e serão transportados até o local do embarque em 40 caminhões.

A operação deve terminar na sexta-feira. O operador portuário e despachante aduaneiro Leonardo Vanzin, diretor da Vanzin Serviços Aduaneiros, disse que duas exportações para o Líbano devem ser feitas este ano e agora surge a possibilidade de estabelecer uma rota para o Egito. Pelo porto de Rio Grande já passaram 156,2 mil animais destinados à exportação desde 2005.

Fonte: Monitor Mercantil

Nota da Redação: Imagine-se o sofrimento destes animais: confinados por um período muito extenso, numa viagem de um continente a outro, longe de seu habitat, vida natural, pasto, sol, terra. Apenas o direito de permanecerem imóveis, dividindo o mesmo espaço com outros que terão o mesmo destino: depois de uma longa tortura, o prêmio da morte para aumentar ainda mais os lucros de uma indústria que enriquece às custas da exploração e morte animal.

3 COMENTÁRIOS

  1. A história se repete- só que agora são animais – mas igualmente vidas ….os hebreus escravos no Egito por 430 anos…..e estes animais, quem os libertará …..??

  2. Acho que esses animais não sofrem tanto assim, porque, como vocês sabem, os bovinos não são originários das Américas, então, desde muito tempo atrás eles não estão em seu habitat natural.

    Se eles sofressem na viagem, perderiam peso, e, acredite, isso não seria vantajoso financeiramente para um exportador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui