Tratados com descaso

Denúncias apontam maus-tratos no canil em Poços de Caldas (MG)

O canil municipal de Poços de Caldas (MG) tem sido alvo de diversas reclamações por parte dos moradores da cidade. De acordo com denúncias, o abrigo da cidade, localizado próximo...

266

14/04/2010 às 16:46
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O canil municipal de Poços de Caldas (MG) tem sido alvo de diversas reclamações por parte dos moradores da cidade. De acordo com denúncias, o abrigo da cidade, localizado próximo ao bairro Maria Imaculada, se encontra em estado de abandono. Os cachorros são maltratados, não têm espaço, passam sede, fome e alguns estão desnutridos.

foto dos caes desnutridos

Foto: Reprodução/Mantiqueira

Uma empresária que não quis se identificar ficou chocada com a situação e o modo com que os cachorros são tratados no local. “Estive no canil semana passada atrás de um cachorro que pegaram e fiquei assustada com a situação do local. Lá os animais dormem ao relento, no cimento gelado e molhado, muitos estão desnutridos e não têm comida e nem água. Pelo que apuramos muitos são recolhidos durante a madrugada e levados para lá. Durante a captura os funcionários usam uma corda e um pedaço de pau para jogá-los dentro de um caminhão pequeno e apertado. Mas o pior de tudo, por falta de uma alimentação, eu presenciei um cachorro comendo outro menor, ainda vivo”, falou.

A indignação não é só da empresária, e várias outras denúncias foram relatadas e muitos se mostravam revoltados com o que acontece. A advogada Ednalva Maria Menezes Castro ficou estarrecida com o que viu no local. “Nós tínhamos uma cadelinha e de repente ela desapareceu. Nós fomos atrás e ficamos sabendo que a carrocinha a tinha capturado. Ao chegarmos ao canil ficamos chocados com que vimos: vários cachorros com sangue na boca, outro comendo um cão menor e muitos estavam pele e osso. É uma cena terrível. Os cachorros doentes, que deveriam estar separados, ficavam misturados com os saudáveis. Sem contar os pequenos que estavam juntos com os grandes, coisa que não pode”.

A advogada também ressalta o atendimento prestado. “Os cachorros estão em local descoberto e sem nenhum espaço adequado; mau cheiro não tem, pois devem limpar, mas alimentação e água não há lá, existem diversos cachorros desnutridos. Quando fui lá para saber de uma cadelinha, eles não me deram informação correta, pois não sabiam onde ela estava ou que destino deram para ela. Mas já precisei retirar um cachorro, e uma funcionária me disse que teria que pagar R$ 12,20. Como assim? Se é uma doação!?”, relatou Ednalva.

“A situação do canil envergonha Poços de Caldas, pois já me relataram que esses dias tinha um caminhão cheio de cachorros mortos e que eles matam os animais dando soda para eles. Nós estamos preocupados e este é o meu protesto de indignação e solidariedade. Quero que a sociedade se conscientize, se responsabilize, evitando deixar animais pelas ruas. Quando o pessoal do canil fica sabendo das denúncias, limpa o local para mostrar que está tudo certo. Os maus-tratos aos cachorros não podem continuar”, completa a advogada.

Procurado para dar explicações aos fatos, o coordenador da Vigilância Sanitária e responsável pelo Departamento de Meio Ambiente (DMA), Rogério Blasi, não foi encontrado nem em seu local de trabalho e nem através do celular.

Fonte: Mantiqueira

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.