Cali trocará carroças a cavalo por veículos mecânicos


Por Lilian Regato Garrafa   (da Redação)

O Departamento Administrativo de Gestão Ambiental (Dagma) de Cali (Colômbia)  está conduzindo um processo de socialização com carroceiros da cidade para motivar a mudança de veículos de tração animal para tração mecânica, que permita a realização do processo de coleta e eliminação de lixo.

Para a autoridade ambiental é muito importante que esse grupo de trabalhadores informais modernize suas atividades de coleta de lixo, o que vai gerar maior capacidade de coleta, facilidade de deslocamento na cidade e viagens a longas distâncias e, portanto, maior renda econômica, pois também possibilitará transportar outros tipos de materiais.

 

Foto: Reprodução / AnimaNaturalis

O órgão ambiental declarou que, por disposição do decreto municipal de 0414 de 2007, o qual estabelece que as atividades coleta de lixo por carroceiros só podem feitas em oito distritos da cidade, e do decreto 0459 de 2004, que define os trajetos que  podem ser usados para o descarte deste, cada vez mais, em decorrência de vários projetos de infraestruturas rodoviárias que estão caminhando em Valle del Cauca, o espaço para o trabalho legalizado dessa atividade será menor.

“O Dagma gasta cerca de 4 bilhões de pesos no processo de remoção do lixo do ponto de transferência até o descarte final, para garantir que os carroceiros tenham a capacidade de transportar entulho para o local certo. Este dinheiro poderá ser destinado a gerar os projetos de investimento que permitam a inclusão social dos carroceiros na economia formal, como uma mudança de veículos”, afirmou o diretor de Dagma, Jesus Dario Gonzalez Bolaños.

O Departamento de Meio Ambiente Municipal também incentiva grupos de carroceiros a trocar o veículo em acordo com empresas prestadoras de serviços públicos, que podem entrar por licitação nos projetos de coleta e manejo de lixo perante a administração local e empresas que prestam este serviço.

Com informações de AnimaNaturalis


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS

FELICIDADE

TRATAMENTO MÉDICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>