Polícia Ambiental apreende 76 aves silvestres no Rio Grande do Norte


Por meio de denúncias anônimas, a Polícia Ambiental fez mais uma grande apreensão na tarde do último sábado. Foram recolhidas 76 aves silvestres. Entre elas um papagaio e uma arara vermelha grande, espécie ameaçada de extinção. Os policiais também encontraram dois macacos pregos e um lagarto tejuassu.

Os animais estavam em péssimas condições. Sem água e comida, eles foram encontrados enjaulados em sítios localizados na Praia de Punaú, no município de Rio do Fogo e nos distritos de Riacho da Goiabeira e Sítio Manguabeira em Ceará-Mirim.

A polícia ambiental já tem o nome dos criminosos, mas eles não foram encontrados nos locais. Eles serão intimados pelo Ibama e pela polícia e vão responder administrativamente através do pagamento de multas e por crime ambiental.

Os animais foram levados para a companhia de Polícia de Proteção Ambiental no Parque das Dunas em Natal. Nesta segunda-feira, eles serão encaminhados ao Ibama, onde receberão cuidados de biólogos e veterinários. Essa foi a terceira apreensão de animais silvestres feita pela Polícia Ambiental em menos de uma semana no estado.

Fonte: O Globo



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DEMANDA CRESCENTE

CRISE CLIMÁTICA

CRUELDADE

ALERTA

LIBERDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

COVARDIA

RETROCESSO

UMA ESPIRAL VIRAL

TRÁFICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>