Sapos podem prever terremotos


Pesquisadores britânicos garantem que os sapos podem ajudar a prever terremotos. Os cientistas dizem que o comportamento dos animais se altera cinco dias antes do abalo.

Foto: Reuters

Segundo os biólogos britânicos, a prova conclusiva foi dada por uma população de sapos que fugiu da colônia onde vivia três dias antes do terremoto que abalou a cidade italiana de Aquila, em 6 de abril 2009. O local que abandonaram situava-se a 74 quilômetros do epicentro do sismo, revelam os cientistas no Journal of Zoology.

A bióloga Rachel Grant, da britânica Open University, estudou diariamente o comportamento de várias colônias de sapos na Itália nas proximidades do terremoto. A pesquisa compreendeu um período de 29 dias antes, durante e depois do abalo.

Rachel Grant estudava os sapos em San Ruffino, a 74 quilômetros do epicentro, quando começou a notar comportamentos estranhos nos animais. Cinco dias antes do abalo reparou que a população de sapos tinha diminuído. 

“Este estudo é o primeiro a documentar o comportamento animal antes, durante e após um terremoto”, afirma a bióloga, que acredita que os sapos fugiram para terrenos mais elevados, locais com menos probabilidade de caírem pedras ou de haver inundações.

Como é que os sapos pressentiram a atividade sísmica ainda é um mistério, mas a cientista acredita que os animais detectaram algo. “A nossa investigação sugere que os sapos são capazes de detectar sinais pré-sísmicos como a libertação de gases”, explicou em declarações à BBC.

Fonte: SIC


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE

NOVOS LARES

RIO CLARO (SP)

EXTINÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>