Gato com “asas” é visto em cidade chinesa


Um gato siamês chamou a atenção na cidade de Chongqing, na China, após ganhar uma espécie de asas, que começaram a crescer em cada lado de sua coluna quando ele tinha apenas um ano de idade, segundo o jornal inglês Daily Mail. Especialistas em felinos ainda não sabem o que provocou a mutação.

foto do gato com asas
Foto: Reprodução/Daily Mail

Gatos com asas são uma realidade, mas os apêndices não são asas de verdade. Como muitos podem imaginar, algumas “asas” são apenas bolos de pelo, ou malformações congênitas — isto é, os felinos nascem com membros a mais. Nada disso seria muito interessante, o que é interessante é que a terceira explicação para gatos alados é uma condição chamada astenia cutânea felina (FCA), ligada inicialmente ao fenômeno dos gatos com asas pelo inglês Karl Shuker.

foto do gato com asas
Foto: Reprodução/Daily Mail

A condição, que tem uma contraparte em humanos, faz com que a pele se torne extremamente elástica, como borracha. Ela pode acabar se esticando em longos apêndices, e em gatos, os apêndices de pele – sempre surgindo ao redor das costas – podem manter alguma ligação com músculos. Quando os gatos correm, podem gerar a cena inusitada de felinos batendo suas “asas”.

No começo o chinês Granny Feng achou que as "asas" fossem apenas caroços, mas depois de um mês os ossos cresceram e os membros ficaram parecendo duas asas.
Neste outro caso, o chinês Granny Feng achou que as "asas" fossem apenas caroços, mas depois de um mês os ossos cresceram e os membros ficaram parecendo duas asas.

Se estendidas demais, as “asas” dos gatos podem se desprender, sem sangramento ou dor ao bichano, e seu aspecto é como de uma fibra dura de cartão, o que pode ter levado o chinês Feng a pensar que tinha ossos. Abaixo, fotografia de um caso inglês dos anos 1970:

foto de um outro gato com asas


Com informações do G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

FLORIANÓPOLIS (SC)

INOVAÇÃO

AMOR

ESTUDO

ÁFRICA DO SUL

CÂNCER DE PELE

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>