Cachorro baleado não deve passar por cirurgia nesta terça-feira



Foto: Daniela Xu


O vira-lata Preto, de três anos, baleado por um PM no domingo no bairro Reolon, em Caxias do Sul, RS, não deve passar por cirurgia nessa terça-feira. A previsão na segunda era de que o cachorro fosse operado, mas, conforme a veterinária da ONG SOS Animal, Paula Fachin Guarda, o procedimento foi adiado porque Preto está com infecção.

Por causa do tiro, a pele se soltou do músculo e aí ficou uma bolha de ar com bactérias. Estamos medicando com antibióticos e anti-inflamatório. Ele está bem. Mas, primeiro, vamos esperar estabilizar a infecção para fazer a cirurgia. Por enquanto, não há prazo para isso”, explica Paula.

Ainda na segunda-feira, o cachorro passou por um exame de raio x, no qual se constatou que a bala não está alojada no crânio. O olho do animal deve ser retirado porque foi perfurado.

Segundo o capitão Lúcio Henrique de Castilhos Alencastro, o cachorro foi ferido com um tiro porque avançou em um dos brigadianos que davam apoio a um oficial de justiça durante a entrega de uma intimação. Preto estava solto na frente da casa da tutora e levou um tiro próximo ao olho esquerdo. 

Fonte: Clic RBS












Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPANHIA

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>