Incêndio mata cães e gatos e destrói associação de proteção animal em Portugal


Duas dezenas de cães e dois gatos morreram na madrugada de ontem, na sequência de um incêndio, em Vagos, distrito de Aveiro. Os animais encontravam-se nas instalações da associação Gaticão, no edifício principal da sede, reduzido a cinzas.

Salomé Filipe
Salomé Filipe

“Não tenho palavras, estão aqui anos de trabalho destruídos”, contou, visivelmente emocionado, Carlos Sousa, presidente da Direção da Associação de Animais. A casa de madeira que servia de clínica ficou totalmente destruída, e com ela queimaram os animais que estavam dentro das instalções e, também, todo o material médico. “Tínhamos em jaulas animais que precisavam de cuidados e outros que tinham acabado de serem recolhidos das ruas”, recorda Carlos Sousa. A salvo ficaram 197 animais que estavam afastados do local do fogo.

Os Bombeiros Voluntários de Ílhavo receberam o alerta por volta da uma da manhã e, já no local do incêndio, demoraram cerca de três horas para extinguir o fogo.

As causas do incêndio ainda não foram descobertas, mas, segundo Carlos Sousa, pode ter havido mão criminosa. “É estranho isto ter acontecido por acaso, pois dois cães que estavam lá dentro fechados apareceram vivos e sem queimaduras”. A PJ está investigando o caso.

Fonte: Correio da Manhã


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>