Aumenta a preferência pelos furões entre os animais de estimação, na França


Por Luci Silveira    (da Redação)

Os furões, pequenos animais de pelagem sedosa e mordidas afiadas, seduzem cada vez mais os amantes dos animais: são um milhão nos lares francesas, contrastando com os cães e gatos.

Imagem: Reprodução/AFP
Imagem: Reprodução/AFP

Esse fenômeno se traduz pela queda regular do número de cachorros na França.  O cachorro está se tornando  mais raro, num número cada vez maior de cidades, hotéis e  balneários.

“Hoje, como as pessoas viajam mais, e sendo o cachorro ‘um filho de patas’, elas optam mais facilmente pelo furão cujo comportamento é semelhante ao do gato, no aspecto da independência”, comenta M. Gauger, que recomenda vivamente que não se deixe um furão sozinho com uma criança.

Alguns tutores e profissionais apontam que o maior inconveniente do furão pode ser o seu cheiro forte.  Mas, desde 1º de maio de 2004, a entrada em vigor na França da Convenção Europeia pela proteção dos animais de companhia garante a proibição da retirada das glândulas anais dos furões, origem dos maus odores.

O furão. que se divide em diversas “raças” ou variedades de cores (branco, creme e marrom), infelizmente ainda é comercializado. O animal já é considerado adulto aos 4 meses, e vive em torno de 10 anos.

A identificação dos animais (tatuagem) não é obrigatória, assim como a vacinação e a esterilização.  Os veterinários os vacinam principalmente contra a doença de Carré, e, algumas vezes, a raiva.

A França é a primeira na Europa em quantidade de animais domésticos: 1 milhão de furões, 7,8 milhões de cães e 10,7 milhões de gatos.

Com informações da AFP


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>