Corujas estão protegidas dos fogos, garante Batalhão Ambiental


O réveillon de Capão da Canoa se aproxima, mas as famosas corujas cujo ninho causou polêmica na virada de 2007 para 2008 estarão a salvo, segundo o 1º Batalhão Ambiental da Brigada Militar. A queima de fogos ocorrerá diante do Estúdio de Verão da RBS, a quase um quilômetro dos cômoros de areia onde vivem Zoio, Zóia e os seis filhotes.

“É claro que a movimentação de pessoas vai ser grande perto delas, mas não há perigo nenhum, porque os fogos vão estourar bem longe”, afirma o major Luiz Eduardo Ribeiro Lopes, que comanda o 1º Batalhão Ambiental.

No final de 2007, os artefatos foram instalados junto ao local adotado como moradia pelas aves. Com isso, o Batalhão Ambiental da Brigada Militar acabou intercedendo em favor das corujas, e o show pirotécnico foi cancelado 15 minutos antes da virada. A decisão deixou muitos veranistas indignados, mas agradou aos protetores de animais.

Desde então, as bicudas viraram uma atração à parte na praia, e a família cresceu. Até hoje, adultos e crianças param no local para espiar os bichanos e tirar fotos. As corujas foram tema de um post do Blog Maré Alta na quarta-feira, gerando dezenas de comentários.

Fonte: Zero Hora

Nota da Redação: Apesar de ter deixado “muitos veranistas indignados”, a decisão de cancelar a trágica queima de fogos na virada do ano de 2007 para 2008 foi uma bela, inovadora e ética iniciativa. No entanto, é triste constatar que se trata de um caso isolado – no que diz respeito a aves e animais silvestres de forma geral –, e absolutamente ignorado no que se refere a animais domésticos, principalmente aos abandonados. Todos os anos, em diferentes momentos em que as pessoas “comemoram” um ou outro evento, diversos animais, assustados, acabam atropelados, mortos ou feridos, ou engordam o número de bichos vagando pelas ruas sem lar, sem comida e vítimas de maus-tratos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPAIXÃO

VIOLÊNCIA

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>