Cerca de 6.500 animais mortos foram recolhidos em Feira de Santana


A Secretaria de Serviços Públicos realizou a remoção de mais de 6.500 animais mortos em Feira de Santana, entre os meses de janeiro e dezembro deste ano. Os dados foram apresentados pelo secretário de Serviços Públicos, Luiz Araújo, ao fazer um balanço das ações desenvolvidas no setor em 2009, considerando um número alto de animais mortos recolhidos no município. “E a tendência é o crescimento da população animal ano que vem”, prevê ele.

De acordo com Luiz Araújo, a remoção de animais aconteceu em residências, terrenos baldios e vias públicas de Feira de Santana. O maior número de recolhimentos, conforme o secretário, foi de cães, ultrapassando 4.500 casos, seguido de gatos com 1.602 ocorrências. Outras remoções envolveram animais como porcos, cabras, carneiros, galos e galinhas e bezerros. Luiz Araújo também citou chamadas para o recolhimento de tamanduá, sariguê, gavião, mico, pato e até rato.

O secretário diz que o serviço visa preservar o meio ambiente e a saúde pública e que o trabalho é  “100 por cento importante para a comunidade”.

Os bichos mortos são encaminhados para o Aterro Sanitário.

Fonte: Jornal Feira Hoje

Nota da Redação: Infelizmente, o número de animais mortos ainda é mais importante e impressionante por causa dos riscos à “saúde pública” e, no senso comum, não causa espanto ou tristeza o elevado número de óbitos representantes do descaso e abandono.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR

TAILÂNDIA

ESTUPIDEZ HUMANA

POLUIÇÃO

AUSTRÁLIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>