Conheça e identifique

Dermatite alérgica é um dos problemas mais comuns entre cães e gatos

Um dos problemas de saúde mais comuns entre cães e gatos são as doenças de pele. Aproximadamente 40% dos casos atendidos em clínicas veterinárias para animais de pequeno porte são decorrentes de problemas dermatológicos e, dentre eles, o mais comum é a dermatite alérgica.

Os animais que apresentam dermatite ficam muito inquietos, coçam e esfregam a pele prolongadamente chegando a formar feridas, o que incomoda muito aos tutores que não conseguem conviver com o sofrimento do animal. “A dermatite é uma inflamação das camadas superficiais da pele, que é acompanhada de bolhas, vermelhidão, inflamação, supuração, crostas, escamação e, frequentemente, prurido, podendo ocorrer espessamento e mudança de coloração”, explica a médica veterinária Ivana Carvalho.

As dermatites alérgicas possuem vários fatores desencadeantes e diversas formas de expressão, sendo mais frequente a que é por picada de pulgas, em que a saliva da pulga, inoculada no momento da picada, desencadeia um processo inflamatório localizado predominantemente na região lombar do animal; em segundo lugar vem a dermatite alérgia atópica, proveniente de inalantes (ácaros, bolores e pólen), que se manifesta por um processo inflamatório generalizado na pele; e em terceiro lugar há a dermatite alérgica alimentar, em que o animal se sensibiliza com alimentos de origem proteica (carne bovina, frango e peixe), manifestando processo inflamatório generalizado da pele, acompanhado ou não de distúrbios digestivos como fezes amolecidas, produção excessiva de gases, entre outros sintomas.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

De acordo com a médica veterinária, os pets alérgicos apresentam a pele seca e, como prevenção, alguns cuidados são necessários, entre eles banhos rápidos com água morna, utilização de xampu umidificante e manipulação suave da pele, evitando o excesso de fricção durante o banho. No mercado já existem produtos específicos para o banho do animal com esse problema. As fórmulas têm ação condicionante e umectante da pele e dos pelos.

Para evitar o aparecimento de problemas dermatológicos a higiene dos pelos com produtos desenvolvidos para cães e gatos é essencial, bem como a escovação diária do pelo e a limpeza  dos objetos muito usados. Outra dica é não permitir que ele fique perto de outros animais de origem desconhecida que apresentam muitas falhas na pele, pois ele pode se contaminar só de chegar perto.

A dermatite alérgica pode ser controlada na maioria dos casos, cabendo ao médico veterinário orientar os tutores sobre os fatores que podem agravar ou gerar crises, definir o tratamento a ser empregado, reforçar a barreira epidérmica com nutrição adequada e complementos vitamínicos, além de estabelecer uma rotina preventiva de higiene e manutenção da pele e da pelagem.

Fonte: itu.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui