20 cães vítimas de maus-tratos são retirados de barraco por ação do MP


Aproximadamente 20 cães que sofreram maus-tratos – e foram encontrados em um barracão no bairro Umbará, em Curitiba (PR), na terça-feira (20) –, serão transferidos para o Centro de Controle de Zoonoses, de acordo com a Delegacia do Meio Ambiente. A determinação partiu do Ministério Público do Paraná (MP-PR) e a transferência será feita nesta quinta-feira (22).

Os cães foram descobertos no local na terça-feira, mas ainda não foi possível fazer a remoção. Desde então, a Delegacia do Meio Ambiente, a Promotoria do Meio Ambiente (MP) e a Sociedade Protetora dos Animais tentam solucionar o caso. Se for necessário, a Força Verde da Polícia Militar e Guarda Municipal também auxiliarão na remoção dos cachorros.

Os animais estão fracos, abaixo do peso e eram alimentados apenas duas vezes por semana (Foto: Soraya Simon)
Os animais estão fracos, abaixo do peso e eram alimentados apenas duas vezes por semana (Foto: Soraya Simon)

No barracão foram encontradas armas de fogo, mercadorias roubadas, além dos cães. A Polícia Militar (PM) chamou a Sociedade Protetora dos Animais – uma organização não governamental que abriga e trata de animais abandonados. Mas a instituição não tem capacidade para receber os cães, pois atualmente abriga cerca de 900 animais – 500 a mais do que a capacidade da ONG. “Abrigaremos os animais que precisam de tratamento emergencial e os dois que são de porte médio”, afirmou a presidente da ONG, Soraya Simon.

De acordo com a Polícia Militar, os animais são do proprietário do barracão, que possui uma empresa de locação de cães. Segundo Soraya, os animais estão fracos, abaixo do peso, eram alimentados apenas duas vezes por semana, e o canil estava muito sujo. Ela disse também que na terça-feira (20) não foi possível entrar no canil – que fica dentro do barracão – porque existem muitos rottweilers, pit bulls, entre outros. Porém, a ONG trabalha para que a transferência seja feita o mais rápido possível. “A ONG não tem veículos próprios, trabalhamos com o meu carro e o de outros voluntários, por isso não pudemos tirá-los de lá”, afirmou a presidente da ONG.

Na terça-feira (20) Soraya fez boletim de ocorrência na PM e também deu queixa na Delegacia do Meio Ambiente. “Não podemos permitir que os animais passem por isso. Temos que denunciar esses crimes”, destacou a presidente da ONG.

Serviço

A Sociedade Protetora dos Animais precisa de doações de ração, produtos de limpeza, medicamentos veterinários, entre outros. Para ter mais informações acesse o site www.spacuritiba.org.br ou ligue para o telefone 3256-8211.

A ONG tem cerca de 900 animais para doação. Os interessados passarão por uma entrevista e assinarão um termo de responsabilidade. A doação é gratuita. Porém, pode-se oferecer uma contribuição para ajudar a manter o local.

Também é possível ser voluntário da ONG. O endereço da Sociedade Protetora dos Animais é Rua Professora Sandália Monzon, 140, no bairro Santa Cândida.

Fonte: Gazeta do Povo


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA

DESPERTAR

PROTEÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>