PETA divulga manifesto contra Paris Hilton por tratar animais como “acessórios”


Por Marcela Couto (da Redação)

Paris Hilton está planejando “comprar” um miniporco da raça pot-bellied, e o PETA não ficou nem um pouco contente com a novidade.

paris-hilton
Foto: Glosslip.com

O animal seria vendido pelo valor exorbitante de U$4,500, já que se trata de um porco em miniatura raro. A socialite revelou que dará ao animal o nome de “Princess Pigelette”, e que o comprará de um criadouro assim que ele completar 5 semanas.

Um representante de Hilton fez apenas um comentário sobre a revolta dos defensores de animais: “Paris está chocada! Ela é uma amante dos animais convicta e não vê a hora de seu porquinho chegar!”.

O blog do PETA expressou profunda desaprovação à decisão de Hilton de comprar um animal como se fosse um acessório fashion que em breve poderá ser abandonado.

“Paris Hilton já explorou chihuahuas, ferrets e ursos no passado, então não há razão para pensar que um animal que certamente irá destruir alguns de seus preciosos sapatos poderia envelhecer feliz ao seu lado”, declarou o PETA.

O PETA ainda publicou em seu blog que, se pudesse, prenderia Paris Hilton por esse ato.

Nota da Redação: Além de incentivar criadouros que exploram animais, Paris Hilton compra vidas como se fossem brinquedinhos da moda e os descarta assim que enjoa do “uso”. Péssimo exemplo para todos, e a socialite ainda insiste em se autodenominar “amante dos animais”.

Com informações de Digital Journal


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SAÚDE

HONG KONG

AFETO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>