Mulher é proibida de tutelar animais por 10 anos no Reino Unido


Por Vitor Marinho (da Redação)

Um mulher que mantinha cães e pássaros em condições imundas e apertadas, em South Lanarkshire (Reino Unido), foi proibida de tutelar animais por 10 anos. Morag Dunbar, 54, admitiu causar sofrimento a 29 cães, 17 galinhas e um papagaio em sua casa no povoado de Leadhills.

O tribunal ouviu como inspetores da SPCA (Society For The Prevention of Cruelty to Animals) da Escócia encontraram 13 cães amontoados em três gaiolas no jardim. Dunbar também foi condenada a 18 meses de sentença probatória.

Imagem: Reprodução/BBC News
Imagem: Reprodução/BBC News

A extensão da sua negligência foi descoberta quando os inspetores responderam a uma denúncia, em março deste ano.

Ao entrarem na casa, eles foram tomados por um “cheiro avassalador de urina e fezes”. Eles encontraram 10 cães adultos vivendo na imundície, com pelagem duramente castigada e suja. Os animais não tinham acesso a comida, água doce ou área limpa, e duas cadelas amamentavam filhotes em cestas encharcadas de urina. Um cão foi visto bebendo de um balde cheio de água imunda.

No jardim dos fundos, os inspetores encontraram cinco pequenos viveiros que abrigavam 17 galinhas. O chão estava coberto de fezes e não havia acesso a comida ou água. Uma das galinhas mal podia se mover devido a uma cobertura pesada de lama seca sobre seus pés, peito e cauda.

Imagem: Reprodução/BBC News
Imagem: Reprodução/BBC News

A inspetora da SPCA Gillian Dick disse: “As condições em que estes animais estavam sendo mantidos só podem ser descritas como repugnantes”.

“Um cheiro fortíssimo de urina e fezes foi avassalador e os próprios cães estavam em condições terríveis.”

Dick disse que a maioria dos cães estava abaixo do peso e muitos tinham enfermidades na pele e nos olhos.

Ela acrescentou: “Em casos como este, nós sempre buscamos a proibição vitalícia para criar animais, porque é uma evidência definitiva de crueldade contra animais”.

“Teríamos preferido a proibição vitalícia, neste caso, mas acolhemos de bom grado a sentença proferida.”

“Infelizmente, dois dos cães tiveram que ser submetidos à eutanásia devido à gravidade do seu estado, mas conseguimos resgatar todos os outros animais e encontrar um novo lar para eles.”

Fonte: BBC


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HONG KONG

AFETO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>