Ovelhas são queimadas vivas em decorrência de altas temperaturas na Jordânia


As autoridades jordanianas estão investigando uma repentina elevação de temperatura até 400°C em um terreno perto da capital, Amã, que causou a morte de ovelhas que pastavam no local na terça-feira (6), segundo fontes oficiais. O fato ocorreu em um terreno com extensão de 2 mil metros quadrados, na província de Balqa, a 15 km ao oeste de Amã, segundo explicou o governador, Abdul Jalil Sleimat. As informações são da agência EFE.

“O fenômeno foi descoberto por casualidade, quando ovelhas foram colocadas no terreno”, disse Sleimat. Pastores responsáveis pelos animais informaram que as ovelhas “se queimaram completamente e desapareceram”. As autoridades adotaram medidas de urgência para proteger o público, providenciando patrulhas policiais, bloqueando a área para impedir o acesso e retirando as pessoas próximas ao local, acrescentou Sleimat.

O governo de Amã organizou uma equipe formada por vários departamentos e instituições acadêmicas para investigar o fenômeno. O chefe da Associação Jordaniana de Geólogos, Bahjat Adwan, descartou a presença de qualquer atividade sísmica ou vulcânica na zona.

O diretor da Autoridade de Recursos Naturais, Maher Hijazin, informou que certos materiais orgânicos podem ter se agrupado abaixo da superfície e interagido de forma a aumentar inusitadamente a temperatura ambiente. Segundo ele, abaixo do terreno também passam canais de esgoto.

Fonte: Terra


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS

VIDA NOVA

AÇÃO SOCIAL

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>