Acusado de participar de rinhas de cães tinha vídeo de crueldade no celular


Por Marcela Couto (da Redação)

Um vídeo que mostrava uma pessoa incendiando o corpo de um animal foi descoberto no celular de um homem preso esta semana, acusado de participar de rinha de cães.

Martez Anderson
Foto: Reprodução Sun Times

O vídeo foi encontrado no aparelho de Martez Anderson, 38, logo após sua prisão na quinta-feira (24).

Anderson foi preso por estar em companhia de outros dois homens, seu primo Lance Webb e Charles Sutton, que comandaram a rinha de cães na terça-feira. Martez foi solto por falta de provas, enquanto os outros dois permaneceram sob custódia.

Logo após encontrar a evidência, a polícia aumentou a gravidade das acusações contra Anderson e o prendeu novamente. Os oficiais estão investigando o caso para encontrar possíveis relações entre o vídeo e a rinha de cães.

Com informações de Suntimes.com

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSUMO CONSCIENTE

PROTEÇÃO

AMOR PROFUNDO

ÍNDIA

RESGATE

ASFIXIA

NECROPSIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>