Projeto de lei promete restringir procedimento que amputa unhas dos gatos


Por Marcela Couto (da Redação)

A votação do conselho da cidade de Santa Monica, EUA, resultou em 5 a 1 a favor de uma lei que, se aprovada, restringirá o procedimento que retira as unhas dos animais domésticos. A proposta foi preparada pelos membros do conselho Kevin McKeown, Gleam Davis, Ken Genser, Pam O’Connor e Robert Holbrook, e deveria entrar em vigor antes de 31 de dezembro.

gatinm
Foto: Alexander Natruskin / Reuters

A cirurgia que retira as unhas deve ser feita por veterinários profissionais, e normalmente alguns tutores recorrem ao procedimento para evitar que os móveis sejam arranhados pelo animal. É considerada uma “última opção” para o “problema”. Muitas pessoas comparam o ato a uma verdadeira mutilação contra o animal.

O conselheiro McKewn chamou o procedimento de “ato inaceitável de crueldade animal” e disse que sua proposta tem o apoio de “muitos, se não da maioria” dos veterinários de Santa Monica.

A cidade de São Francisco já está estudando lançar uma proposta semelhante.

Com informações de Los Angeles Times

Nota da Redação: Parece muito mais fácil amputar as unhas de um animal do que exercer a responsabilidade e o comprometimento de uma tutela digna. O procedimento é absurdo e injustificável, e torcemos para que o projeto seja aprovado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA

REVERSÃO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>