Instalação de discoteca ao ar livre pode afetar vida de aves


A instalação de uma discoteca provisória ao ar livre, em Silves, no Algarve, em Portugal, pode afetar as aves. A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) teme esse “atentado ambiental”. A autarquia garante que não está em curso nenhum processo de licenciamento.

O anunciado Salt Beach Club deveria funcionar durante cerca de um mês, entre julho e agosto, junto à Praia Grande, em Silves, a cerca de 150 metros de uma das mais importantes zonas de observação de aves no Algarve, a Lagoa dos Salgados.

A SPEA adianta, citada pela Lusa, que os trabalhos de terraplanagem e desmatamento do local teriam começado no início do mês, sendo suspensos dias depois, alegadamente por imposição da empresa proprietária do terreno. A SPEA teme que o assunto não esteja ainda encerrado, embora a Câmara de Silves afirme que não foi feito qualquer pedido de licenciamento.

O processo de licenciamento do espaço continua pouco claro, com a empresa promotora  responsabilizando a Câmara de Silves por não licenciar o projeto e a autarquia a afirmando que não foi pedida qualquer licença. A autarquia diz que foi solicitada uma licença de funcionamento provisório por um período de 30 dias na qual se refere estar anexada uma declaração do proprietário do terreno, mas diz que esse documento não foi anexado.

Fonte: IOL Diário


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SEGUNDA CHANCE

MAUS-TRATOS

CENSURA

DESPERTAR

PROTEÇÃO

HOLOCAUSTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>