Saúde pública

Vegetarianismo é indicado como a melhor prevenção das doenças

A Organização Mundial da Saúde (OMS) acaba de declarar a gripe suína como sendo de nível de alerta 6, ou seja o nível mais elevado, pandemia.

Tal como com a gripe aviária há uma década, a gripe de Hong Kong de 1968 e a gripe asiática de 1957, a gripe suína está ligada aos detritos dos animais da indústria pecuária. O seu tipo H1N1 é quase idêntico ao da gripe espanhola que matou mais de 50 milhões de pessoas em 1918-19.

Hoje em dia, a indústria pecuária mantém os animais doentes, sobrelotados, submetidos a um enorme estresse e convivendo com fezes contaminadas, urina e outras secreções.

Assim, a pecuária fornece um campo ideal para a criação e mutação de vírus e bactérias cada vez mais difíceis de combater.

De fato, a Wikipedia lista mais de 70 doenças humanas que são desenvolvidas e transmitidas por animais, frequentemente devido ao seu confinamento e sobrelotação. Nesta lista estão Aids, peste bubônica, cólera, difteria, ébola, dengue, sarampo, síndrome respiratória aguda grave, varíola, encefalite do Nilo Ocidental, febre amarela, entre outras.

Todos podemos evitar o desenvolvimento e o contágio dessas doenças mortais simplesmente substituindo os produtos de origem animal por vegetais mais saudáveis, frutas frescas e cereais integrais.

Esses alimentos não têm micróbios mortais (a não ser que estejam contaminados por detritos animais) e são recomendados por grande parte das organizações de saúde em nível mundial.

Fonte: Evana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui