ONG realiza hoje campanha contra a cinomose, em AL


Você sabe o que é cinomose? Se tem um cão como animal de estimação, precisa conhecer a doença e ficar atento para os cuidados com a vacina porque estamos falando de uma enfermidade infecto contagiosa, causada por um vírus que sobrevive por muito tempo em ambiente seco e frio e provoca diarréia, vômito, corrimentos nasal e ocular, tiques nervosos, convulsões e até paralisias.

Com o objetivo de conscientizar tutores de cães sobre os males provocados por essa doença, o Núcleo Educação Ambiental Francisco de Assis – NEAFA, juntamente com a WSPA e o Ministério Público Estadual de Alagoas, estão realizando, neste sábado (20), na sede da ONG, no bairro do Farol, em Alagoas, uma campanha de esclarecimento relativo a importância da vacinação anual de caninos contra a cinomose.

De acordo com Ângela Seabra, presidente do Neafa, a cinomose ataca o sistema neurológico do animal e mata mais de 95% de suas vítimas. “A morte é um processo lento e extremamente doloroso. E se o animal conseguir sobreviver, terá seqüelas neurológicas para o resto da vida e vai precisar tomar medicamentos para controlar dores e convulsões”, explicou ela.

Vacinação

Além da campanha, o Neafa também está aplicando 200 doses de vacinas que foram doadas pelo laboratório Merial, que fabrica as doses.

“Todos os animais que receberão as vacinas deverão estar esterilizados, castrados ou sairão do Neafa com a cirurgia agendada, visando dessa forma estimular seus proprietários a contribuir para a diminuição do abandono de animais através do controle populacional de caninos e felinos. E também é importante lembrar que a vacina contra a cinomose imuniza os cães contra a parvovirose, a leptospirose e outras cinco doenças”, esclareceu a presidente da ONG.

Contaminação e sintomas

A transmissão da cinomose acontece de forma direta, por secreções do nariz e boca de animais infectados (espirros e gotículas que saem do nariz quando se respira). O cão doente espirra e contamina o ambiente e os animais que estejam por perto. Inclusive, se tiver um ser humano próximo, o vírus pode ser carregado por ele até um animal sadio.

Após o animal ser infectado, ocorre o período de incubação do vírus por 3 a 6 dias, ou até 15 dias, e depois disso a temperatura do corpo do cão pode chegar a 41ºC e haver perda de apetite, diarréia, vômito, corrimentos nasal e ocular, tiques nervosos, convulsões e paralisias.

Fonte: Gazeta Web


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS

VIDA NOVA

AÇÃO SOCIAL

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>